Um Natal de cinema
Publicado em 26/11/2012

Editorial

por Emanuel Müller

O fim de semana em Bagé foi para marcar ciclos. O primeiro, de encerramento. A solenidade de premiação do IV Festival de Cinema da Fronteira já deixa aquele gosto de "quero mais". A receptividade da população às atividades, oficinas e debates propostos é de impressionar. Um dado importante é o estímulo à produção artística. Professores estimulam a confecção de curtas metragens e documentários despertando nos estudantes o gosto pela sétima arte. O resultado é a formação de um público mais crítico, criativo e interessado em descobrir um mundo que contempla imaginação e realidade. O segundo ciclo é o natalino. Que traz aos bageenses uma nova perspectiva. Com a disposição da Associação Comercial e Industrial de Bagé em promover um final de ano mais bonito na Rainha da Fronteira para incrementar as vendas, as empresas aderiram à iniciativa. Com apoio do poder público, a expectativa é que a população possa ter uma infraestrutura capaz de retomar o brilho de outrora. O período não é apenas para comprar, dar e receber presentes. É a oportunidade de rever amigos, familiares, relatar as experiências do ano, carregar o ânimo para enfrentar um novo ano que se aproxima. O Natal Luzes no Pampa vem com a proposta de ser diferente. Os dois eventos demonstram que estão certos aqueles que acreditam no potencial turístico do município. Bagé entrou na rota do cinema internacional com o Festival da Fronteira. Atores, diretores, produtores, fotógrafos tem o contato direto com o público. E o melhor: espetáculos gratuitos que não esperam a população ir ao encontro dos filmes. Toda a estrutura vai aos bairros e às praças para levar arte e cultura a diferentes segmentos da comunidade. Já no caso do Natal Luzes no Pampa é uma maneira de entrar na competitividade exigida pelo mercado econômico. Será um mês com promoções e eventos para incentivar o consumo. Uma união de esforços para tornar o comércio pujante no período que é conhecido como o melhor do ano para as vendas.  O sucesso do Festival de Cinema da Fronteira está consolidado. A tendência é de um crescimento ainda maior, com a participação de jovens e acadêmicos. A expectativa é de que o Natal Luzes no Pampa siga o mesmo caminho. Os ventos estão a favor da Rainha da Fronteira. O que prova de uma vez por todas a força do trabalho em conjunto. Quem ganha é a população. 

Deixe sua opinião