Tarde de impasse e de testes na Câmara de Vereadores
Publicado em 28/05/2020

Política

Foto: Márcia Sousa

Estavam na pauta das extraordinárias oito projetos

Por volta das 17h38min de ontem, os vereadores estavam em tratativas para liberar os projetos em pauta para ir à votação no plenário. Um deles trata sobre a contratação de dois oficiais da reserva, com salário de R$ 3 mil para trabalhar na Escola Cívico-Militar São Pedro, que estava em vista com a vereadora Beatriz Souza (PSB). De acordo com o texto do projeto de lei, o contrato é pelo prazo de 12 meses, prorrogável por igual período. “A contratação dos servidores na forma desta lei será de acordo com o grau de instrução e atividades funcionais a ser exercida, cujos oficiais deverão ser indicados pelo Comando da 3ª Brigada de Cavalaria Mecanizada de Bagé”, diz o texto.
Além desse projeto, em pauta estavam o que institui o Programa Municipal de Premiação a Consumidores, mediante a utilização da Plataforma Nota Fiscal Gaúcha do Estado do Rio Grande do Sul, o que concede auxílio alimentação aos conselheiros tutelares e quatro de abertura de crédito especial de mais R$ 860 mil para a Secretaria de Assistência Social, Habitação e Direitos do Idoso.
Até o fechamento desta edição, os projetos não tinham ido à votação.
Pente-fino para a covid-19
No início dos trabalhos, ontem à tarde, o presidente da Câmara de Vereadores, Carlos Adriano Carneiro – Esquerda, do PTB, suspendeu a sessão. O motivo foi para que os vereadores e servidores da casa realizassem os testes para a covid-19. Uma equipe da Secretaria Municipal de Saúde e Atenção à Pessoa com Deficiência foi até o Legislativo.
Depois do procedimento, Esquerda mostrou o resultado do teste de uma estagiária do setor de recursos humanos que estava com suspeita da doença. A funcionária testou negativo para o vírus.  “É uma forma de tranquilizar as pessoas que estão ao nosso redor no dia a dia, além de garantir aos servidores que eles não estão sendo colocados em risco”, disse o presidente.
Como a totalidade dos testes realizados ontem deu resultado negativo, a decisão da mesa diretora foi de manter as atividades, com funcionamento da Câmara, das 8h às 12h. 

Também estava em pauta a resolução que institui medidas relativas às atividades do plenário da Câmara de Vereadores, durante a pandemia gerada pelo coronavírus.

Deixe sua opinião