Situação do trânsito movimenta sessão da Câmara
Publicado em 23/10/2012

Política

As mortes em acidentes na avenida Santa Tecla pautaram as manifestações na tribuna da Câmara na sessão de ontem. 
O primeiro a se manifestar foi Omar Ghani (PT). Destacou que a via é o principal acesso que ele mesmo percorre para se dirigir ao centro da cidade. Aponta a falta de educação e imprudência de motoristas como um dos principais problemas. "Há poucos dias presenciei a cena de uma mãe, com uma criança de colo, tentando atravessar a avenida em uma das tantas faixas de segurança que existem na Santa Tecla. E não conseguia porque os motoristas simplesmente não paravam", registrou. Para Ghani, enquanto não houver uma educação quanto aos riscos no trânsito o problema vai continuar.
Gustavo Morais (PMDB) foi mais contundente. Chamou o projeto de revitalização da Santa Tecla de "mal feito e que precisa de correção". O vereador enfatizou que já houve 10 mortes na avenida desde que ela ficou pronta - e que ainda não está entregue oficialmente ao município. Morais sustenta que as propagandas da Prefeitura em relação à educação para o trânsito precisam ser mais incisivas, tanto nas orientações para motoristas quando para pedestres e ciclistas. O peemedebista sugere ainda uma iniciativa como a já efetuada em Porto Alegre, onde quando o cidadão precisa atravessar uma rua onde não há sinaleira faz um sinal com a mão diante da faixa de segurança e os motoristas param. 
Sônia Leite (PP) não deixou por menos. Classificou o projeto da avenida de "burro" e a Santa Tecla atualmente de "via assassina". "Já houve muitas mortes. Dá medo de passar na Santa Tecla", afirmou. 

Deixe sua opinião