Após 45 dias da PEC das Domésticas aumenta índice de demissões
Sindicato dos Trabalhadores Domésticos adia assembleia geral
Publicado em 29/04/2013

Geral

Foto: -

Paula enfatiza que ação será nos municípios da região

por Juliana Andina

Com assembleia marcada para o sábado, o Sindicato dos Trabalhadores Domésticos de Bagé e Região da Campanha (STDBR) adiou a votação do estatuto e da eleição da diretoria. A comissão não realizou a assembleia devido a problemas legais, e da não publicação do edital de chamamento dos trabalhadores no Diário Oficial da União.
De acordo com Paula Netto, representante da comissão, os valores altos foram o maior empecilho. “Os valores das publicações são muito altos, e nós não temos nenhum tipo de renda. Conseguimos na última semana apoio da empresa Contracs (Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio e Serviço), que irá nos auxiliar na legalização de nosso estatuto e edital”, relata.
Paula destaca que desde o início da criação da comissão, os profissionais têm buscado seus direitos. “Contamos com cerca de 100 trabalhadores cadastrados. Mas ainda existe muito medo dos empregados. Muitos ficam receosos dos patrões saberem e assim os demitirem”, conta.
A procuradora jurídica da Comissão, Ana Maria Gonsales Martins da Silva, muitos trabalhadores não tinham nem os direitos previstos na antiga legislação. “A maioria dos empregados domésticos não tinham carteira assinada, e nem se quer recebiam o salário mínimo regional de R$ 770,00”, conta.
A presidente da comissão, enfatiza que, na próxima semana, estará mobilizando os trabalhadores da região. “Estamos programando para próxima semana visita a Candiota, Pinheiro Machado, Hulha Negra, Aceguá e Lavras do Sul”, relata.
Ana Maria afirma que em apenas 45 dias da homologação da PEC das Domésticas, muitas demissões já foram realizadas. “A relação entre empregador e empregado doméstico é diferente, é uma relação de confiança. Ela precisa ser muito clara. Para isso, estamos disponibilizando para os patrões modelos de folha ponto e modelo de contrato de serviço, para garantir os direitos de ambas as partes”, encerra.

Deixe sua opinião