No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

Plano Safra 2019-2020
Sicredi Fronteira Sul aponta incremento de 30% no volume de recursos
Publicado em 17/07/2019

Rural

As perspectivas para a contratação do Plano Safra 2019-2020 são as melhores possíveis, conforme observação do presidente da Sicredi Fronteira Sul RS, Geraldo Ott Filho. Segundo ele, haviam rumores que os valores seriam menores e as taxas aumentariam, no entanto, após a divulgação oficial pelo governo federal, produtores rurais e instituições financeiras ficaram mais otimistas, uma vez que os investimentos superaram as expectativas.
Só o Sicredi (Central Sul/Sudeste) tem disponível cerca de R$ 7,2 bilhões para esta safra. Esse total está distribuído entre várias cooperativas ligadas à Central, entre elas, a Sicredi Fronteira Sul RS, presente nos municípios de Dom Pedrito, Bagé, Candiota, Colônia Nova, Hulha Negra, Pinheiro Machado, Pedras Altas, Herval, Pedro Osório, Arroio Grande e Jaguarão. “Estamos satisfeitos e bastante confiantes. Tivemos um incremento de 30% no volume de recursos comparado à safra passada. Nossas equipes estão preparadas e os recursos disponíveis”, afirmou Ott Filho.
A assessoria de comunicação da Sicredi Fronteira Sul RS informa que os produtores que ainda não atualizaram cadastro junto à agência, devem procurar as mesmas ou fazer contato com o gestor de conta. Com o cadastro em dia, a contratação do subsídio se torna muito mais rápida.

Projeção nacional
Com o objetivo de fomentar o agronegócio em todo o Brasil, o Sicredi vai disponibilizar mais de R$ 20 bilhões em crédito rural no Plano Safra 2019/2020, projetando atingir mais de 220 mil operações. O montante representa um crescimento de 21% em relação aos R$ 16,6 bilhões concedidos no ano-safra anterior. A projeção é de que R$ 17,5 bilhões sejam empregados em operações de custeio, comercialização e investimento, além de R$ 2,6 bilhões com recursos direcionados, oriundos do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e do Fundo Constitucional do Centro Oeste (FCO).
O vice-presidente da Central Sicredi Sul/Sudeste, Márcio Port, enfatizou que, no Estado do Rio Grande do Sul, “a expectativa de liberação de crédito rural do Sicredi, está alinhada com as projeções de crescimento nacional da instituição”, ressaltou.

Deixe sua opinião