Pubs e bares trabalham para reabertura gradual no segundo semestre
Publicado em 30/05/2020

Geral

Foto: Thaís Nunes

Enquanto permanecem de portas fechadas, estabelecimentos apostam em entregas e novidades no cardápio

Antes mesmo de começar a pandemia de coronavírus em Bagé, alguns proprietários de estabelecimentos, como bares, pubs e restaurantes, começaram a sentir os efeitos do momento econômico do país. Esse foi o relato ouvido pelo jornal Folha do Sul em entrevista com alguns empreendedores. É que, oficialmente, desde o dia 19 de março, esses locais estão fechados ou tiveram que se adaptar para poder continuar atendendo os clientes.
Esse é o caso de um pub localizado no centro da cidade. Segundo o proprietário do local, Rafael Vieira, ele e a equipe resolveram tomar uma atitude antes mesmo dos primeiros decretos de restrições entrarem em vigor na cidade, já prevendo o que viria pela frente. “Eu conversei com um amigo que veio de fora de Bagé e decidimos começar a implantar o sistema de entregas, que antes não havia aqui”, relata. Desde então, a empresa trabalha somente com delivery dos produtos que já eram o seu forte e fez uma aposta: os hambúrgueres. “É hora de se reinventar, não dá para baixar a cabeça. Passei mais de 10 anos fora de Bagé e quando tive oportunidade voltei porque acredito na terra”, comenta. No caso desse pub, não houve demissões em função do período de fechamento, pois se trata de uma empresa familiar.
Isso não foi o que aconteceu com outro empreendimento, que atua como bar e restaurante. De acordo com o sócio-proprietário, Lucas Pizarro, os profissionais extras do quadro foram dispensados. “Tivemos que dispensar aqueles que reforçavam o quadro nos finais de semana, como seguranças e garçonetes”, conta. Como o local também funciona como restaurante, a empresa está aberta atendendo os clientes, mas com algumas mudanças. “Estamos disponibilizando álcool em gel, todos devem usar máscaras e há distanciamento de mesas”, descreve Pizarro. Quanto à parte do bar, não há previsão de reabertura, tendo em vista que não existe previsão de quando a realização de festas será liberada na Rainha da Fronteira.

Tratativas para a retomada
Na terça-feira, representantes de bares, restaurantes, pubs e outros profissionais que atuam em festas estiveram reunidos com o Executivo municipal para discutir ações, visando à retomada gradual das atividades. Novas reuniões devem acontecer nos próximos dias, mas a possibilidade é que esses espaços possam ser reabertos a partir de julho.

Deixe sua opinião