Município foi uma das 26 cidades do Estado a receber programa
ProJovem abre 180 vagas de qualificação profissional em Bagé
Publicado em 30/04/2013

Geral

Foto: -

Lara afirma que município terá a maior qualificação da história

Foi assinado na manhã de ontem, o termo de cooperação técnica entre Prefeitura de Bagé, a Secretaria Estadual do Trabalho e do Desenvolvimento Social (STDS) e Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS) SINE. O Programa Nacional de Inclusão de Jovens (ProJovem) Trabalhador visa, através de qualificação profissional, oportunizar a entrada de jovens entre 18 e 29 anos no mercado de trabalho.
Ao todo, serão destinadas 180 vagas para Bagé em 13 cursos, com a carga horária de 350h (correspondente a seis meses de curso). Como destaca o secretário do Trabalho e Desenvolvimento Social, Augusto Lara, esta é uma alavanca para a geração de empregos. “No Estado, o programa é executado pela FGTAS/SINE e disponibilizará cerca de cinco mil vagas em várias cidades gaúchas. Os cursos oferecidos serão adaptados conforme as necessidades do município. Bagé foi uma das 26 cidades selecionadas. Isto é um motivo de grande orgulho”, informa.
Na ocasião, o prefeito em exercício, Carlos Alberto Fico, afirmou que o município está buscando e investindo em qualificação profissional dos jovens. “Com a parceria, a cidade crescerá ainda mais, uma vez que as ações estão alinhadas com as diretrizes dos Governos Federal e Estadual”, declarou. Segundo a secretária de Trabalho e Assistência Social, Andréia Rosa, a parceria entre os governos assiste os jovens socialmente e dá oportunidades através da qualificação profissional para que eles se coloquem em melhores posições no mercado de trabalho. “Contudo, para o ProJovem, os jovens serão selecionados através do CadÚnico e Bolsa Família. Também faremos uma busca ativa destes jovens pelos CRAS. As aulas devem começar ainda neste semestre”, acrescentou.
Serão oferecidos cursos nas áreas de Administração, Alimentação, Construção e Reparos I e II, Telemática, Turismo e Hospitalidade, Vestuário, Metalmecânica, Arte e Cultura I e II, Serviços Pessoais/ Beleza e Estética e Gráfica.

Inscrições e funcionamento
O secretário acrescenta que as inscrições no município serão realizadas na Agência do FGTAS/SINE, na Secretaria do Trabalho e Assistência Social e nos Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e estão prontas para serem realizadas. “Cada estudante receberá, ao terminar o curso, uma bolsa-auxílio de R$ 600, e durante sua formação vale-refeição e vale-transporte. Queremos que nossos jovens cheguem ao mercado qualificados”, ressalta.
De acordo com Andréia, Bagé é uma referência em qualificação profissional. “Cumprimos todas as metas de pactuação de vagas. Além disso, ao longo do ano, serão disponibilizadas 1.380 vagas para o Pronatec”, complementou. Dentro das vagas oferecidas 10% serão destinadas a portadores de necessidades especiais.
A carga para a Qualificação Social será de 100 horas/aula e para a Qualificação Profissional de 250 horas/aula, num total de 350 horas/aula em 24 semanas. Adotará a metodologia dos Arcos Ocupacionais, abrangendo as esferas da produção e da circulação (indústria, comércio e prestação de serviços), visando aumentar as possibilidades de inserção ocupacional dos participantes. Dentro dos 13 cursos serão oferecidas 20 vagas para cada.
Os jovens selecionados terão cadastro Mais Emprego, através das Agências FGTAS/SINE, para encaminhamento ao mercado de trabalho, após terem concluído carga horária mínima de 80% do curso, em ocupações com vínculo empregatício ou outras atividades produtivas legais geradoras de renda.

Requisitos
- Ter idade entre 18 e 29 anos;
- Estar em situação de desemprego;
- Ser membro de família com renda per capita de até um salário mínimo;
- Estar cursando ou ter concluído o ensino fundamental ou médio;
- Não estar cursando ou ter concluído o ensino fundamental ou médio;
- Apresentar a documentação obrigatória do cadastramento (PIS ou NIS, CPF, RG e comprovante de residência, bem como título de eleitor e comprovante de quitação das obrigações militares, quando for o caso);
- Não ser egresso do ProJovem Trabalhador.

Deixe sua opinião