Projeto “Olhares sobre Bagé” mobiliza bageenses espalhados pelo mundo
Publicado em 03/07/2020

Geral

Foto: Divulgação/FS

Antônio Kalil - médico

Em meio à pandemia que atinge todo o planeta e impõe restrições como o isolamento social, uma ideia gestada em uma reunião da equipe da Biblioteca Pública Doutor Otávio Santos se tornou realidade e ultrapassou os limites das fronteiras do Brasil. Trata-se do projeto “Olhares Sobre Bagé”, que é uma das homenagens aos 209 anos da Rainha da Fronteira, assinalados no dia 17 de julho.
Esse projeto mobilizou 20 bageenses – profissionais conceituados nas mais diferentes áreas e que moram em diversos países, como Estados Unidos, Itália e França, além daqueles que residem na Rainha da Fronteira.
A iniciativa da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult) e da Biblioteca consiste na participação dessas personalidades, por meio de depoimentos gravados em vídeo que começarão a ser exibidos a partir do dia 10 deste mês, todos os dias, às 11h, pelas redes sociais da prefeitura.
Cada um se expressa sobre a cidade natal através de poesias, depoimentos ou música. Um deles nasceu em Bagé e foi embora. Só foi conhecer a Rainha da Fronteira depois de adulto.
A diretora da biblioteca, Lúcia Gomes, conta que o projeto “Olhares Sobre Bagé” foi ideia de Paulo Ricardo Rodrigues, integrante da equipe. Segundo ela, assim que foi feito o convite para esses bageenses – todos aceitaram imediatamente. “Estou emocionada, estão apoiando a biblioteca e prestigiando a cidade”, diz.
Lúcia comenta que os convidados, além da ligação com Bagé, são profissionais que fazem sucesso nos diferentes países onde moram. Entre os participantes estão o músico Marcos Machado, de  Hattiesburg, nos Estados Unidos; o empresário, escritor e motociclista Ricardo Lugris, que reside em  Gouvieux, na França; a artista plástica Sylvia Martins, de Nova York; a jornalista Ana Clara Garmendia, de Paris, e o médico geneticista Rachid Karan, de Los Angeles.

Deixe sua opinião