No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

Boa notícia para produtores
Prognóstico é de que novembro deverá ser mais seco que outubro
Publicado em 08/11/2019

Rural

Foto: Reprodução/FS

Indicação de anomalia em precipitação verificada para próximos meses

O Instituto Rio Grandense de Arroz (Irga) divulgou na quarta-feira, informações disponibilizadas no mês passado pelo Centro Americano de Meteorologia e Oceanografia (NOAA) que mantém a previsão de neutralidade climática para os próximos meses no Oceano Pacífico. Ou seja, a temperatura no oceano não será quente ou fria o suficiente para gerar um fenômeno El Niño ou La Niña. 

Oscilações na temperatura

Dessa forma, a temperatura oscilará bastante nos próximos meses. Chama-se a atenção para períodos onde a máxima ficará mais baixa indicando baixa radiação solar, caso do segundo decêndio de novembro, boa parte de janeiro e a segunda quinzena de fevereiro. Na virada de janeiro para fevereiro, espera-se declínio mais acentuado da temperatura mínima com valor inferior aos 10°C.

Atual estágio do plantio de arroz

Com as chuvas frequentes no mês de outubro, a umidade do solo atingiu níveis de encharcamento em algumas localidades no estado, esse cenário tem interferido nas atividades de campo, já que os orizicultores estão em fase de plantação das lavouras e desenvolvimento inicial. Segundo dados divulgados pelo Irga, em termos de plantio do arroz, o Rio Grande do Sul já semeou 54,9% do previsto para safra de arroz 2019/2020. A região mais adiantada ainda é a Fronteira Oeste, com 231 859 ha (79,86% dos 290 347 ha previstos). Agora, durante o mês de novembro, as instabilidades diminuem na fronteira com o Uruguai. 

Menos chuva

Diferente do alto verão de 2018/19, no qual as chuvas expressivas foram observadas em algumas áreas do RS, este ano a expectativa é de menos chuva. Isto porque, no ano passado, o fenômeno El Niño (que corresponde ao aquecimento acima da média das águas do Oceano Pacífico Equatorial) estava presente na atmosfera, favorecendo as instabilidades no RS. No entanto, este ano o El Niño chegou ao fim, oficialmente em agosto, e agora estamos em neutralidade climática que favorece um padrão de chuvas dentro da média normal.

 

Deixe sua opinião