Prefeito ressalta ações para conter Covid-19 em Bagé e região
Publicado em 01/04/2020

Geral

Foto: João A. M. Filho

Com a adoção de barreiras sanitárias nos principais acesso à cidade, onde foram detectados 15 casos de contaminação por coronavírus até ontem, o prefeito Divaldo Lara ressaltou em entrevista coletiva realizada no final da tarde de ontem que a principal meta do comitê de crise é de prevenir que o foco localizado na área urbana seja contido e que não seja levado para outros municípios da região.

Os serviços de saúde de Bagé aguardam 26 resultados de testes de coronavírus. Até agora, 15 casos foram confirmados e 45 pessoas tiveram o resultado dos testes como negativos para Covid-19. Um permanece inclusivo. Já foram coletadas 92 amostras. “Nossa principal preocupação agora é não receber novos focos de infecção e não deixar que se espalhe a contaminação que aconteceu aqui. Por isso, vamos fazer estas desinfecções nos veículos que entram e saem da cidade para frear o avanço do vírus”, destacou.

Até ontem, Bagé permanecia como a segunda cidade no Rio Grande do Sul com mais casos confirmados, 15; atrás apenas de Porto Alegre, que tinha 161 contágios confirmados pela Secretaria Estadual da Saúde.

Segurança em saúde

A primeira rodada de desinfecção da Santa Casa de Caridade já ocorreu e Divaldo acrescentou outras estão previstas. O motivo destas ações é que o paciente zero do município foi a origem de mais de 50 desfalques nas equipes que atuam no combate à pandemia causada pelo vírus Sars-CoV-2. O chefe do Executivo ressaltou que busca soluções junto ao governo do Estado, caso seja preciso mais profissionais via contratação emergencial.

Além disso, os trabalhadores receberam doações de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e novos equipamentos. O chefe do Executivo também anunciou a compra de 500 macacões químicos que serão destinados para aqueles que estão na linha de frente no combate ao coronavírus. Sobre isolamento da Santa Casa, descartou a possibilidade por se tratar de um hospital referência na região. "Entendo a preocupação de todos, porém é a nossa referência de Saúde e os programas que estamos fazendo de desinfecção, de EPIs, de ações em conjunto para que mantenhamos a Santa Casa nas melhores condições", argumentou. Quatro novos de leitos de UTI estão sendo montados, anunciou o prefeito.

Filas em bancos

Em razão de ser a época de depósito de salários e aposentadorias, a prefeitura vai destinar servidores para orientar as filas e prevenir a aglomeração de pessoas nas agências bancárias de Bagé. Profissionais com macacões químicos orientarão filas de bancos a partir de amanhã, para que o distanciamento seja mantido. A medida será adotada para garantir a segurança dos idosos que estão se deslocando às agências.

Testes rápidos

O prefeito Divaldo Lara confirmou que Bagé recebeu do Judiciário, 660 testes rápidos de coronavírus. Também há 100 que foram comprados pelo Executivo. Todos devem chegar depois do dia 10. Mas, ontem, o prefeito conseguiu a autorização do governador Eduardo Leite para contratar um laboratório na cidade que irá realizar de dois a três testes por dia. "Com isso, os testes de Bagé, nos próximos dias, não serão realizados mais no Estado (no laboratório central), mas dentro da nossa cidade", destacou. "Vamos ter uma maior agilidade no que se refere ao conhecimento epidemiológico, o conhecimento dos infectados ou descartados, com base numa ação de maior volume", avaliou.

Deixe sua opinião