No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

Comércio em Foco
Pedidos de recuperações judiciais no país caem quase 18% no primeiro semestre
Publicado em 22/07/2019

Vitrine Empresarial

De acordo com o Indicador Serasa Experian de Falências e Recuperações, divulgado pelo Sistema Fecomércio-RS, o Brasil registrou 618 pedidos de recuperações judiciais no primeiro semestre de 2019, o que resultou em uma queda de 17,9% na comparação com o mesmo período em 2018, quando ocorreram 753 requisições. O índice também mostrou um aumento de 39,8% nos pedidos de recuperação entre maio e junho deste ano, apresentando um total de 144 requerimentos, ante aos 103 do mês anterior. Na variação anual, o aumento foi de 45,5%.


Setor de Serviços foi o mais atingido
No primeiro semestre deste ano, Serviços foi o setor que apresentou o maior número de requisições de recuperação judicial, com 252 pedidos no período analisado, um aumento de 0,8% se comparado com 2018. Na comparação mês a mês, o setor também foi o que apresentou o maior número em junho, com um total 58 de requerimentos.
Os setores industriais e comerciais apresentaram uma queda no número de pedidos durante o primeiro semestre deste ano, quando comparado com o mesmo período do ano passado. Do primeiro semestre 2018 até 2019, o número de requisições do setor primário caiu 57,1%, assim como o comércio (-21,4%) e a indústria (-3,7%).


Pedidos de falências seguem em retrocesso
Seguindo o padrão visto nos últimos dois anos, o acumulado semestral em 2019 apresentou recuo de 1,2% ante o mesmo período do ano anterior. Até o momento, o indicador totalizou 678 pedidos de falências, comparado com 686 durante os seis primeiros meses de 2018. O número de falências requeridas chegou a 98 em junho, reduzindo 39,9% na variação mensal – maio registrou 163 requisições. Considerando a análise ano a ano, entre 2018 e 2019, o recuo foi de 16,9% nestes pedidos.
 

Deixe sua opinião