No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

Partidos com os bolsos mais cheios
Publicado em 09/12/2019

Política

A Comissão Mista de Orçamento (CMO) do Congresso aprovou no dia 4 deste mês, um relatório preliminar no qual os recursos para o Fundo Eleitoral passa do atual R$ 1,8 bilhão para R$ 3,8 bilhões à disposição dos partidos para as eleições municipais do próximo ano.
De acordo com a BBC News, o  projeto inicial do governo do presidente Jair Bolsonaro  destinava R$ 2 bilhões para o fundo — mas uma articulação envolvendo a maioria dos partidos no Congresso permitiu a elevação deste montante para os R$ 3,8 bilhões. Com as maiores bancadas no Congresso, o PT e o PSL ficam com a maior fatia do bolo, 20% do Fundo Eleitoral.
O deputado federal Afonso Hamm, do PP, publicou nas redes sociais que votou contra a criação do fundo.
O novo montante do Fundo Eleitoral ainda precisa ser aprovado no relatório final, a ser votado na CMO e no plenário do Congresso. 

Deixe sua opinião