No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

Papo de elevador - 4 de setembro
Papo de elevador - 4 de setembro
Publicado em 04/09/2019

Política

Foto: Divulgação/FS

Um vereador irado
Em sessão da Câmara na semana passada, o vereador Chico resolveu defender o ex-prefeito Dudu Colombo para, depois, dizer que não estava defendendo. Isso porque o jornal Folha do Sul publicou uma nota sobre uma ação cívil pública ajuizada pelo Ministério Público por atos de improbidade administrativa do ex-chefe do vereador Chico. A ira do nobre parlamentar, e ele disse isso, é porque “o Folha não publica processos do prefeito Divaldo”.

Filhos da pauta

Aliás, como advogado, ele deveria saber: “Atire a primeira pedra o prefeito que sai de uma prefeitura incólume. Ileso. Sem processos.” Podia ter dito isso na tribuna da Câmara.
Mas, acontece que o problema do vereador Chico é o ódio contra tudo o que a administração Divaldo Lara fizer de bom. Ele chegou ao ponto de criticar uma das empresas que está fazendo os residenciais por manter empregados de fora de Bagé, que são técnicos e poucos. E, por isso, fez demagogia na defesa de empresas do município. 

As empresas da barragem
Esse jovem advogado, vereador e ex-secretário municipal participou do governo do PT, deve ter passeado pelas obras da barragem (a barragem aquela, lembram?) e dos residenciais do prefeito Dudu. Passeou, sim, e muito. Pois ele não sabia que ali tinha empresa de fora? Inclusive aquela que fazia a obra e se autofiscalizava. Mas, então? Por que agora critica empresas de fora que vêm empreender no município? Por que acordou para isso agora? 

Nunca elogiou
Mas, o vereador do PSB, que um dia morreu de amores pelo PT, desapaixonou-se na hora que o barco ia virar e agora reapaixonou-se, pois esse vereador socialista (sim, ele é socialista, acreditem) criticou a empresa que está fazendo parte das 1 164 casas construídas em Bagé, no entanto, jamais elogiou a magnitude desse projeto, nunca chamou o prefeito para parabenizar pela severa fiscalização e correção do empreendimento. Por que será?

O grande plano
Ora, porque se ele assim fizer o PT e o Mainardi, o líder do grande plano para voltar à prefeitura, não irão gostar. Porque é isso que está acontecendo. Já existe um grupo organizado com uma estratégia para derrotar o prefeito. Inclusive com eixos de ação, tipo denúncias no MP (tudo, o máximo que puder, até requentar denúncias está valendo), mais discursos e entrevistas dando contra e reuniões para arregimentar quadros e montar nominatas. Sábado passado teve uma dessas reuniões.

Os meios e os fins
O vereador Chico não está criticando o Folha do Sul, que chama de jornaleco, ele está cumprindo a sua missão, ele é uma célula (a esquerda sabe o que é isso). Sua finalidade é descreditar o jornal. Sua finalidade é cumprir o plano de fazer o PT voltar à prefeitura. Porque o PT, sim, sabe comprar jornal. Observem como age o vereador e entendam por onde ele vem.  

Joãozinho do Passo Certo
Outro exemplo de missão. Chico socialista andou no Parque Marília visitando a usina de asfalto que está saindo de lá porque houve denúncia, acatada, de que é um lugar impróprio. Pois não é que ele disse que a usina foi adquirida pelo governo do PT, em 2016, que deixou de presente para a atual gestão?  Verdade. Tem vídeo no facebook. Ele falou em “deixou de presente”. O PT deixou a usina de presente. É de rir. Também disses que a mudança está demorando muito. Em primeiro lugar, a instalação errada é atestado de incompetência, no meio do bairro, perto da creche e, segundo o prefeito Divaldo, o PT instalou a usina e o PT denunciou a.  Aí, o vereador diz coisas para fazer crer que o governo petista é uma espécie de Joãozinho do passo certo? Ora, ora.

Às empresas de Bagé
Por fim, quando o parlamentar critica as empresas de fora que vem para Bagé, ele deveria pedir desculpa às empresas de Bagé que investem fora, como é o caso do Nicolini, Obino, Peruzzo, Urcamp, entre tantas na nossa história recente. Porque esse é o mercado. Não dá para proibir. Dá para limitar, como houve com as feiras de fora. Trocando em miúdos, a missão do Chico passa por uma montanha de incoerências e se Mainardi não puxar sua orelha, afundar-se-á nesses contraditórios. #puxaMainardi


Cara pálida!
Nas redes sociais, o próprio vereador ou algum de seus fãs (ele já tem alguns) postou uma frase de seu pronunciamento, que diz: “Me preocupa os negócios feitos nos gabinetes públicos com portas fechadas.” 
Não entendi. Talvez, Chico tenha que explicar melhor. É uma frase emblemática para quem anda convivendo tanto com o PT. Porque isso de “negócios feitos nos gabinetes...” Não sei, não. Parece falácia. É como o presidente do PT, Pepe Vargas, dizendo em Bagé estar empenhado na defesa das empresas públicas, como a Petrobrás. Como assim? Quem destruiu com a Petrobrás? Quem fez vergonha a essa estatal? Qual governo?
Ora, ora, não me fale de gabinetes fechados, cara pálida.
 

Deixe sua opinião