No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

Empreendimento da Incomisa
Obra de expansão de linha de transmissão de energia começará em breve, aponta secretário
Publicado em 13/08/2019

Geral

Foto: João A. M. Filho

Empreendimento deverá demorar de um ano e meio a dois anos para conclusão

O secretário de Desenvolvimento, Econômico, Ciência e Tecnologia, Bayard Paschoa Pereira, informou que, desde ontem, está em fase de instalação em Bagé, a empresa Incomisa – Indústria de Construção e Montagens Ingelec S/A, que executará a obra de expansão de linha de transmissão de energia (LT), a partir de um leilão de energia realizado pela Aneel no ano passado.

O grupo indiano Sterlite ganhou a concorrência pública e realizará a obra por meio da Incomisa, que tem sede em São Paulo, mas que integra o Grupo Ingelec (TIG), um conglomerado internacional com base nos Estados Unidos.

O empreendimento será com a instalação de cerca de 150 torres de aço galvanizado com cerca de 40 a 50 metros de altura, da subestação da CEEE, no principal acesso a Bagé, numa extensão de 60 quilômetros. Aqui, na Rainha da Fronteira, a obra deverá levar de um ano e meio a dois e deverá envolver a contratação de mais de 350 profissionais locais. “Recebemos o coordenador Raimundo Torres, na Casa do Empreendedor, em que estamos atuando com um acolhimento diferenciado, dando o suporte para as novas empresas que vêm aportando na cidade. Conversamos com ele e, nesta terça-feira, teremos uma apresentação do futuro empreendimento aqui no gabinete do prefeito Divaldo Lara”, informa o titular da SDI. Ele comenta que a pasta está auxiliando a empresa no que tange às instalações para os integrantes do corpo técnico da Incomisa que trabalharão na obra.

Conforme Pereira, os trabalhadores locais que irão atuar na obra devem ser contratados via FGTS/Sine. “Essa obra é mais um dos empreendimentos que, mesmo em um período difícil para a economia nacional, demonstra que os esforços do prefeito Divaldo Lara e de todo o governo municipal estão dando resultados. Porque é muito importante. É a possibilidade de geração de emprego para os bageenses”, afirma o secretário.  Para Pereira, a vinda de mais uma empresa no município significa que Bagé está em um novo momento na rota dos investimentos, o que representa geração de novos empregos e renda, além de contribuir para o crescimento da economia com o incremento do ICMS, aportando novos recursos à cidade.

Deixe sua opinião