O dia em que a pequena cantora foi à tribuna
Publicado em 14/02/2020

Política

Foto: Márcia Sousa

"Obrigada Bagé por me abraçar, me apoiar, me acolher e chorar comigo"

A sessão da comissão representativa na Câmara de Vereadores foi transformada em especial, ontem. O motivo foi para receber a estudante, Heloise Camargo, 12 anos, que recentemente se apresentou no programa The Voice Kids, da Rede Globo. Quem propôs a homenagem foi o vereador Lélio Lopes (PT). A secretária municipal de Cultura e Turismo, Anacarla Oliveira, representou o governo na sessão especial que foi presidida pelo vereador, Edimar Fagundes (Republicanos).
Na ocasião, Lopes falou sobre a importância em reconhecer e apoiar os talentos de Bagé. A secretária informou que a menina vai receber uma bolsa do governo municipal para estudar no Centro de Desenvolvimento da Expressão (CDE) Odessa Macedo e no Instituto Municipal de Belas Artes (Imba).
Sentada no meio das autoridades na principal mesa dos trabalhos, depois de ouvir as manifestações, Heloise foi à tribuna para fazer o seu discurso escrito à mão. Depois de ser apresentar, disse que tem um sonho e revelou qual é. “É crescer podendo fazer o que mais amo, que é me expressar através das artes”, contou. E emendou dizendo que com certeza todos têm um sonho, alguns realizados, outros frustrados, mas, segundo ela, a palavra de Deus diz que uma folha não cai da árvore sem que Ele queira.
Sem mencionar o nome do programa em que se apresentou, ela falou que lá foi feita a vontade Deus. “Naquele momento eu pude provar através desta vontade, o melhor desta terra, que foram milhares de mensagens e milhares de gestos de carinho”, acentuou.
Segura na fala e na postura, a pequena cantora pediu ao vereador propositor da homenagem e demais vereadores para inverter a sessão especial e, dessa forma, ela homenagear o povo bageense. “Obrigada Bagé por me abraçar, me apoiar, me acolher e chorar comigo”, falou.
A estudante complementou dizendo que vai guardar a lembrança da cidade que em um momento que parecia uma derrota e vergonha se transformou em amor, carinho e compreensão. “Na noite que não passei no programa chorei muito e meu pai, com toda sabedoria dele, lembrou de um salmo que diz: “O choro pode durar um noite, mas a alegria vem pela manhã, e vocês foram a minha alegria”. Depois do discurso, a estudante cantou uma música.

Deixe sua opinião