O bispo e o professor nas páginas do Folha do Sul
Publicado em 02/03/2019

Editorial

A partir desta edição, o Folha do Sul - jornal referência na região, amplia a pluralidade de opiniões, com a chegada de mais dois colunistas. Um deles é o bispo da Diocese de Bagé, Dom Frei Cleonir Paulo Dalbosco, que todos os finais de semana vai assinar uma coluna na página 2. O jovem religioso de 48 anos assumiu o comando da diocese em fevereiro. Em sua posse, no ginásio do Colégio Franciscano Espírito Santo, Dalbosco, que é frei capuchinho, disse que veio para Bagé com o coração confiante, esperançoso e feliz. "Confiante porque sei que a graça de Deus não falta aos seus. Ela nunca faltou na minha vida de cristão, na minha vida religiosa e no meu ministério sacerdotal. Por isso, sei que não me faltará junto ao clero e a esse querido povo da Diocese de Bagé". Essas foram as primeiras palavras do bispo aos fiéis da Diocese da região da Campanha. Com a bagagem cultural, que é inerente a um religioso que passa por longos anos de formação, o prelado vai enriquecer mais o espaço opinativo do Folha do Sul. Se soma ao bispo, o jovem advogado e professor universitário, João Batista Monteiro Camargo, 29 anos. O educador é referência para jovens acadêmicos na Unipampa, em Alegrete e na Faculdade Ideau, em Bagé. Quando ele anunciou pelas redes sociais, que seria um dos novos colunistas do Folha do Sul, muitos comemoram o fato, principalmente os acadêmicos que aplaudiram o novo desafio do jovem educador. “Em épocas em que o Direito se tornou elitizado e cada vez mais objeto de questionamento quanto a sua eficácia, abrangência e eficiência, resolvi assumir esse projeto. A partir de março, estarei com uma coluna semanal no Folha do Sul, conversando com a região da Campanha e tentando descomplicar o Direito para que todos tenham acesso aos entendimentos, independentemente da instrução formal que possuam. Se o Direito é para todos e se a lei é de todos, nada mais justo que todos consigam entender aquilo que, por vezes, diz tudo e não nos diz nada. Por uma redemocratização e redistribuição do Direito! Já estou aceitando sugestões. O que vocês querem saber ?”, escreveu o professor. Ele vai assinar uma coluna nas edições de segunda-feira.

OLHO:  Por uma redemocratização e redistribuição do Direito"


Deixe sua opinião