Novo titular da SMTC quer mais educação no trânsito e maior rigor na fiscalização
Publicado em 10/01/2013

Política

Foto: Divulgação/FS

Para o novo secretário os maus motoristas devem ser punidos

Um anel viário central elaborado por intermédio de um estudo técnico. Este será uma das primeiras iniciativas do novo secretário municipal de Transporte e Circulação de Bagé. O engenheiro Antônio Luís Arla Silva é conhecido pelo apelido, Bixo. Afamado nos meios de comunicação por ser o gerente administrativo da rádio Pop Rock, terá a função agora de comandar uma secretaria que enfrenta uma frota de 50 mil veículos e os problemas existentes no trânsito, como acidentes, excesso de velocidade, álcool na direção. Mas o ponto de partida, segundo Silva, é o diagnóstico sobre como deve ser o fluxo na área central. "Estamos buscando empresas para implantar esse processo sobre o trânsito de Bagé, assim como foi feito em Pelotas e que alterou a mobilidade urbana daquela cidade na década de 80", recorda. O atual secretário foi estagiário naquele processo. Uma das possibilidades para desafogar o trânsito pode ser a adoção de vias em mão única no centro. Silva diz que qualquer conclusão só pode ser tomada após o estudo técnico. "Vamos coordenar esse trabalho e apresentar as conclusões ao prefeito e à comunidade para que a melhor decisão seja tomada", pondera. 
Mudança de perfil O secretário salienta que Bagé era conhecida no Estado até bem pouco tempo como a "cidade da buraqueira", pelo mau estado das vias centrais. Com o projeto de asfaltamento o panorama mudou. Mas se as ruas melhoraram, por outro lado os acidentes aumentaram. "Antes as pessoas andavam devagar por causa das pedras irregulares. Hoje, alguns motoristas quase deslizam sobre o asfalto", aponta Silva. Para isso, a ideia é que a SMTC intensifique as campanhas de educação para o trânsito e aumente o rigor na fiscalização. "Temos que controlar essa velocidade. Bagé tem que se equipar para que o motorista que não for bem educado receba multa para preservar a integridade física dos demais cidadãos", avalia o secretário. Uma das medidas poderá ser a obtenção de radares móveis para o município.  Silva vislumbra a realização de parcerias para o sucesso do trabalho. Para isso vai contar com o apoio dos veículos de comunicação em campanhas de conscientização e com a Brigada Militar e Polícia Rodoviária Federal para ações de fiscalização ostensiva. Uma das propostas é implementar a operação Balada Segura em Bagé, assim como já ocorre em Porto Alegre, onde os índices de acidentes, após saídas de festas, diminuíram em 35%. "Sou totalmente a favor dessa orientação do slogan 'se dirigir não beba', até porque a eficácia já está demonstrada", afirma. Silva só não deve continuar à frente da Pop Rock. "Não decidi ainda, mas acho difícil poder conciliar o tempo. Minha ideia hoje é me afastar para me dedicar totalmente à SMTC", ressalta. 

Deixe sua opinião