NATAL É VIDA QUE NASCE
Publicado em 21/12/2019

Opinião

É Natal mais uma vez. Com alegria, venho desejar um feliz e abençoado Natal a você, sua família, sua comunidade, seu grupo e a todos nossos leitores. Nesse tempo especial, faço uso das inspiradoras palavras do papa: “Que nada nos tire a alegria, que nada nos tire a paz, que nada nos tire a esperança”! 
No Natal, temos oportunidade de demonstrar nossos sentimentos de amor, gratidão, reconhecimento e perdão. É tempo de renovar a alegria de viver; tempo de viver e conviver; tempo de sair ao encontro do próximo; tempo de renovar a alegria de partilhar; tempo de alegrar-se, pois podemos contar sempre com Deus.
A canção “Natal é Vida que Nasce” de José Acácio Santana” ajuda a entrar em clima natalino. Contemplamos e acolhemos em nossos corações: 
“Natal é vida que nasce. Natal é cristo que vem. Nós somos o seu presépio e a nossa casa é Belém. Deus se tornou nossa grande esperança. E como criança no mundo nasceu. Por isto, vamos abrir nossa porta a Cristo o que importa é conosco viver. Ele assumiu nossa vida terrena. Ao céu nos acena com gesto de amor. Veio a todos salvar igualmente. Queria somente ser nosso pastor. Deus infinito aos homens se iguala. E a todos só fala palavras de paz. Quer ser o nosso irmão mais fraterno. Do seu reino eterno herdeiros nos faz”.
Criando um clima de Natal, sugerimos que cada família prepare o seu presépio, pode ser simples do jeito franciscano, mas profundo e sentimental como a família de Nazaré. Vamos viver uma “noite feliz”, com os olhos e ouvidos atentos para ver e ouvir os anjos chegando e nos dando a feliz notícia do nascimento do Menino Deus. O que nos diz o presépio:

As quatro velas acesas lembram que, juntos, nos preparamos para o Natal do Senhor, celebrando quatro encontros em que rezamos, refletimos e convivemos.
A imagem de Maria lembra que foi o seu “sim” a Deus que permitiu que o Filho assumisse a condição humana; a imagem de José lembra que o Messias encontrou entre nós a acolhida de uma família simples e carinhosa; as imagens dos pastores lembram que os simples foram os primeiros a entrar em contato com o Menino, e Dele ajudaram a cuidar; as imagens dos reis magos lembram que o libertador e salvador veio também para os não hebreus. O amor de Deus alcançou todos os povos e nações; as imagens dos anjos lembram que o céu “desceu” à terra, que o divino fez-se homem sem deixar de ser divino; as imagens dos animais lembram que toda a criação louva a Deus, e a Ele rende graças; a estrela lembra que o Menino é a luz do mundo, e que a luz Dele que nós somos chamados a seguir; a imagem do Menino Jesus revela que Ele é o nosso Senhor e salvador. Acolhemos com alegria e fé. Feliz e abençoado Natal!
Fraternalmente!

Deixe sua opinião