Mesmo em situação difícil, João Emílio pretende disputar Gauchão Feminino 2020
Publicado em 27/05/2020

Esportes

Foto: Raica Moura/Especial FS

Equipe deve participar do estadual sub-16 e adulto ainda neste ano

    Desde o início, o futebol feminino no Brasil passa por dificuldades e em um momento de crise como esse não seria diferente. As competições estão completamente paradas e os patrocínios ficam cada vez menores com a falta de jogos. Esta também é a situação da Associação Esportiva João Emílio, de Candiota, que viu o planejamento para 2020 virar de cabeça para baixo.
    Atualmente, a equipe conta com quatro categorias: sub-14, 16, 18 e adulta. O projeto contempla em torno de 65 meninas, que sonham em fazer do esporte muito mais do que apenas uma diversão. No início do ano, a ideia era que as quatro categorias disputassem campeonatos, mas com o início da pandemia de coronavírus e a incerteza sobre a realização das competições, os planos mudaram. “A princípio, vamos participar do estadual sub-16 e adulto. O sub-14 e 18 a gente nem sabe se vai ter e mesmo que façam esses campeonatos, o calendário vai ficar muito curto”, explica Cleo Moura, treinador da equipe. 
    Além disso, outro problema é a falta de recursos para participar de todas as competições. Inicialmente, existia uma tramitação para que o Banrisul aportasse um montante para as equipes do estadual, com o objetivo de ajudar no custeio de hospedagem, transporte e alimentação. Porém, isso deve ficar para 2021. Paralelo a isso, os patrocínios que já eram pequenos, ficaram cada vez menores com o avanço da pandemia. “Estamos mantendo alguns patrocínios, mas quase nada”, lamenta Moura.
Em relação aos treinamentos, todas as categorias estão paralisadas, esperando a liberação para retomar as atividades. Na última quinta-feira, a Federação Gaúcha de futebol (FGF) realizou uma videoconferência com representantes de algumas equipes femininas do Estado. Durante o encontro, a entidade reafirmou a intenção de manter o calendário de competições previstas para este ano. Apesar de ser a representante da região no estadual, a João Emílio não participou da videoconferência. 

Futsal
    No final do ano passado, a João Emílio participou pela primeira vez do Campeonato Citadino de Futsal, realizado em Candiota. Conforme explica o treinador, a equipe entrou com um time muito jovem na disputa e acabou surpreendendo. “Pegamos só as meninas que fazem parte da equipe de futebol de campo, mas que estavam sem time para jogar no salão”, esclarece. 
    O time conseguiu se classificar em primeiro lugar no grupo e avançou até as finais. Além disso, também acumulam o melhor ataque da competição até agora. Mas o torneio ainda não teve um desfecho, já que a pandemia começou antes da disputa da final, que seria contra uma equipe de Pedras Altas. “Foi completamente diferente de tudo que a gente já tinha feito. No campo, os jogos não têm muito público, mas, no salão, o ginásio estava lotado. As gurias conquistaram a torcida, foi uma emoção diferente”, relata Moura.

Deixe sua opinião