Médicos da Santa Casa recebem parte de salários atrasados
Publicado em 29/06/2020

Geral

Foto: Arquivo/FS

Previsão é de que outras parcelas sejam pagas com recursos do governo federal

O Sindicato dos Médicos do Rio Grande do Sul (Simers) informou na sexta-feira que os médicos que atuam na Santa Casa de Bagé receberam, por parte da direção do hospital, o pagamento de parte dos salários em atraso. Dos sete vencimentos em dívida, um deles foi quitado e outro foi pago quase que integralmente. Além disso, a última remuneração está em dia, informa o sindicato.
O valor pago é proveniente de um financiamento obtido pela instituição de saúde. Nas próximas semanas há previsão de que sejam pagas outras parcelas, com recursos do governo federal. O diretor de Interior, Fernando Uberti, destaca esse avanço para os médicos do município e ressalta que o Simers vai continuar lutando pelo pagamento dos honorários atrasados. “Mesmo entendendo a realidade financeira do hospital e o diálogo por parte da direção da Santa Casa, seguiremos vigilantes cobrando a regularização do que os médicos trabalharam para receber”, afirmou.

Contraponto

A direção da Santa Casa divulgou, logo após a publicação do Simers, enviou uma nota de esclarecimento, em que informa, que desde abril de 2020, a administração da instituição encontra-se negociando com agentes financeiros a fim de conseguir recursos para pagamento dos médicos. Na nota, a direção esclarece que o contato feito pelo Simers junto à instituição, deu-se quando já havia sido aprovado os recursos para a classe médica. "Oportunamente, registre-se que a Santa Casa de Caridade de Bagé reconhece eventuais atrasos ocorridos pelos históricos embaraços financeiros enfrentados pelo hospital, porém, em momento algum, necessita de sindicato, de qualquer categoria, impondo ao hospital pressão para exercer as suas tarefas e cumprir com suas obrigações legais, sejam elas financeiras ou fiscais. Por fim, a Santa Casa combaterá, sempre, qualquer ação de outra entidade, que transfira para si, politicamente, os méritos que não teve em relação a qualquer conquista, e que resultou do árduo trabalho do seu corpo administrativo, e aproveita a oportunidade para agradecer a seu corpo clínico que, em nenhum momento deixou de cumprir seu trabalho com qualidade e dedicação", encerra a nota. 
 

Deixe sua opinião