Mais de 500 mil motoristas já utilizam a CNH Digital no Rio Grande do Sul
Publicado em 13/03/2020

Segurança

Foto: Detran/RS - Especial FS

A CNH-e é acessível of-fline, mas é preciso estar atento ao nível de bateria e funcionamento do aparelho

Até a quarta-feira, dia 11, 504 559 mil condutores haviam gerado a Carteira Nacional de Habilitação Digital (CNH-e) no Rio Grande do Sul, o que torna o Estado o terceiro da federação em número de CNHs Digitais em utilização. Em primeiro está São Paulo, com 1,3 milhão e, em segundo, Minas Gerais, com quase 565 mil usuários. No Brasil, são mais de 5,6 milhões. A CNH-e está disponível no RS desde dezembro de 2017.

Versão eletrônica da carteira de motorista, a CNH-e tem o mesmo valor jurídico do documento impresso, podendo o condutor optar por utilizá-lo ou não. O documento digital pode ser gerado em celulares, tablets e outros dispositivos móveis, a partir do aplicativo gratuito carteira digital de trânsito, disponibilizado pelo Serpro. Antes de baixar o app no Google Play Store ou na App Store, o condutor deve ter cadastro no portal de serviços do Denatran.

Outro pré-requisito é ter um documento impresso no novo modelo, com QR Code (código escaneável em aparelhos eletrônicos) no verso. Todos os documentos emitidos após 2 de maio de 2017 já têm esse modelo. Se o condutor ainda tem o documento antigo, sem o QR Code, pode esperar a próxima renovação ou pedir uma segunda via do documento em qualquer centro de formação de condutores.

Deixe sua opinião