Mãe: um significado infinito
Publicado em 09/05/2020

Editorial

Final da tarde de sexta-feira, o sol começa a se esconder no horizonte, já são 51 dias de pandemia e de isolamento social. O entardecer é frio na Rainha da Fronteira, a artéria principal da cidade está apinhada de gente, todos caminham  de cabeça baixa, parte do rosto escondido pelas máscaras e passos apressados. É um tempo que dita o ritmo de forma diferente, cada dia tem sua trilha sonora a conduzir a vida; os olhos pairam mais sobre o presente, pois o amanhã é de incertezas; faz frio na cidade, se recolher mais cedo é um ato que se soma ao isolamento social imposto pelo vírus que espreita cada um de forma invisível. A meta da reportagem do Folha do Sul neste final de tarde, que antecede uma das datas mais significativas para a humanidade, é encontrar uma mãe com um bebê. No meio de rostos anônimos atrás das máscaras, eis que surge um jovem casal – Márcia Rodrigues Garcia e Luiz Felipe Pedroso Duarte; nos braços do pai, um  bebê de faces rosadas contrastando com aqueles semblantes sombrios e austeros. Toda vestida de rosa, da cabeça aos pés, Mikelli, de 3 meses, é como um bálsamo em meio aos caminhantes apressados e preocupados nesse fim de tarde. Naquele pequeno rosto está o futuro e a esperança de tempos mais promissores e a certeza de que tudo isso vai passar. Não existem  angústia e aflição que durem para sempre, sem dar lugar à esperança. Ninguém mais representa tanta segurança, equilíbrio e acalento do que a mãe. Essa, uma palavra tão pequena e com um significado infinito. Desta vez, o Dia das Mães vai ser diferente, mas mais do que nunca, com um sentido mais forte do que representa a data. O isolamento, mesmo que imponha a distância física, vai dar um novo caráter e um sentido pleno do que representa a palavra mãe. Desta vez, os filhos, com certeza, saberão caprichar nos gestos para de modos que a data não seja invadida pela insegurança. O mais importante é a demonstração que o amor é capaz de superar essa dificuldade do momento e que será passageira. Embora o sentimento seja de instabilidade e preocupação, celebrar a data de alguém tão especial como a mãe está acima de qualquer coisa. Celebrar as mães que ainda estão conosco é um dom, assim como direcionarmos todas as orações para aquelas que já partiram, mas estarão eternamente ao nosso lado. O amor de mãe está acima de tudo. Nesse dia tão especial e dessa vez tão carregado de significado, desejamos a todas as mães a felicidade que merecem por tudo o que representam no mundo.

Deixe sua opinião