Garupa apresenta novas modalidades de serviço durante pandemia
Publicado em 26/03/2020

Vitrine Empresarial

por Marcelo Pimenta

O aplicativo de mobilidade urbana Garupa está tomando todas as ações para manter os serviços com a maior segurança e comodidade para os passageiros, principalmente agora em tempos de pandemia do Covid-19. Conforme o responsável pelo Garupa, em Bagé, Lucas Figueiredo, as iniciativas estão seguindo a linha do que é recomendado em todo o Brasil no que se refere aos serviços de mobilidade urbana por aplicativo. Entre as inovações está o Garupa Seguro, que é uma cabine higienizada que proporciona mais segurança para o motorista e o passageiro. Esse modelo está sendo aderido por alguns dos colaboradores do aplicativo. No entanto, todos estão orientados, conforme destaca Figueiredo, a possuir álcool em gel 70; não usar panos molhados para limpar o veículo internamente; trafegar com passageiros apenas no banco de trás; não andar com passageiros muito próximos; levar no máximo três pessoas no veículo, uma na frente e duas atrás; andar com os vidros dos carros semiabertos para ter circulação de ar. "Antes de cada entrada de passageiro e, antes da saída, deve-se limpar as maçanetas e os pontos do veículo que os passageiros tiveram contato", ressalta. Além do Garupa Seguro, foi lançado a modalidade de serviço Garupa Delivery, em que a pessoa não precisa sair de casa, com a entrega de encomendas feitas pelos motoristas do aplicativo. "Além disso, outra recomendação que adotamos é que os motoristas mais velhos foram orientados a não trabalharem. Pedimos o máximo de cautela também com os motoristas do aplicativo que são pais de crianças pequenas. Essa crise é uma situação excepcional, mas a gente tem dado o máximo de respostas para a demanda da cidade. Fizemos a redução de comissão do aplicativo para que o colaborador motorista não sofra tanto nesse período, principalmente com a grande redução de corridas e também para ajudar ele a investir nesses produtos, como álcool em gel, toalha de papel descartável, para ele poder passar esse período conturbado que tende a se estender um pouco mais", detalha Figueiredo.

Deixe sua opinião