No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

FGF TEM REUNIÃO COM OS CLUBES DO ACESSO - hoje
Publicado em 07/12/2019

Política

A cúpula que dirige o futebol gaúcho já está em Bagé e se reúne a partir da 9h de hoje, no salão de reuniões da prefeitura, com os clubes que disputarão uma vaga para a ‘elite’ do futebol desta terra gaúcha. Preparei-me, como outros profissionais da imprensa esportiva de Bagé, (Caçapava, Abílio, Saliba, Luciano) para não só assistir, bem como participar com perguntas e sugestões. Geraldo Saliba, que dirige a equipe esportiva da Rádio Cultura, solicitou o espaço do Visão Geral, para transmitir o evento. Por isso, buscamos informações sobre o evento que poderia ajudar no sucesso do campeonato. Ai começaram os problemas. Em contato com a Federação, Geraldo Saliba recebeu a seguinte informação: A reunião é fechada e só terão acesso os dirigentes dos clubes participantes. A primeira pergunta que surgiu: Fecharem uma reunião que está usando um prédio público? Aqui tem algo que não afina com a lógica. Luciano Madeira levantou, na Rádio Visão Geral, a seguinte questão: Se o prédio é público não pode proibir o acesso de ninguém. Ele  entrou em contato com a assessoria de imprensa da prefeitura que lhe deu a resposta: O salão está cedido para o evento. Prédio público fechado para o público? Ficou decidido que um grupo de profissionais da imprensa esportiva se fará presente ao evento e ‘vamos ver o que acontece’. Ao mesmo tempo, o presidente Rafael Alcalde, em entrevista à Rádio Clube, disse que não iria participar da reunião, usando como justificativa que: A Federação já traz tudo pronto e apenas vai nos comunicar de suas decisões. E aí entra a velha história da Federação quando foi dirigida por Aneron Correia de Oliveira. Ele não dava a menor importância para o futebol do interior. Suas decisões eram sempre para favorecer a dupla Gre-Nal. Para tal, foi feito um movimento grande entre os clubes do interior que acabou elegendo Rubens Hoffmaister. Foi o crescimento do futebol interiorano que obrigou a dupla maior do futebol gaúcho a crescer e chegar ao estágio atual. Mudou a direção da Federação. Como em um passe de mágica os grandes clubes do interior, sem apoio, começaram a fechar seus departamentos de futebol. E aqui alguns deles. Saviana e Uruguaiana. Rio-grandense, de Santa Maria e de Rio Grande. Armour, Grêmio e 14 de Julho de Livramento. Alguns dos times que derrubaram Aneron. Coincidência ou proposital? É a pergunta. Ao mesmo tempo, foram ‘nascendo’ do nada algumas equipes amadoras, convidadas para participaram dos campeonatos da terceira divisão e de outras copas sem nenhuma importância, como a Copinha que os clubes lutam para subir; porém, o regulamento permite a presença de Grêmio e Internacional, que têm o poder de eliminar algumas equipes indigestas para seus objetivos. Como eliminam? Simples, contra clubes mais fortes escalam jogadores que já participaram da equipe principal. Contra aqueles que são ‘protegidos’ colocam atletas da sub-17. Não deveriam permitir que a Dupla Gre-Nal participasse destes campeonatos, pois ela não pode subir para campeonatos brasileiros porque já estão. Só serve para eliminar possíveis adversários indigestos. Algumas perguntas que faria, caso a reunião fosse aberta. 
Por que é a ACEG que determina os profissionais que podem ter acesso aos estádios para transmissão dos jogos? O mais grave que a instituição dos cronistas esportivos exige que o profissional seja associado, o que fere a Constituição. Por que convidar times que não têm estádios para participar dos campeonatos? Por que apertar um campeonato para que termine na data prevista, usando como argumento que o ‘calendário’ tem de ser cumprido? No inverno, se joga no barro, no frio, à noite,  e praticamente sem renda. Teria mais perguntas a fazer, mas o espaço terminou. Espero que chegue às mãos dos dirigentes da Federação para que reflitam no futuro do nosso futebol. E que os clubes do interior reajam. Concordam ou não?

Deixe sua opinião