Expectativa de superação em meio à crise
Publicado em 04/09/2015

Editorial

por Felipe Valduga
felipelvalduga@gmail.com

Que a crise econômica nacional é uma realidade não é nenhuma novidade. Mas mesmo em períodos conturbados existem setores que, de alguma maneira, tentam driblar essas intempéries e manter seus resultados positivos ou, pelo menos, acima da estagnação.
Neste sentido, vem se destacando uma área produtiva na Campanha gaúcha, dentro dos números já oficiais deste ano da Expointer. A comercialização de animais, mesmo que ainda não tenha superado as cifras do evento do ano passado, está bem próximo disso, ainda restando três dias para negociações – dentre eles um final de semana com presença estimada de muitos visitantes.
Até ontem, a cifra anunciada era R$ 10 907 850. Pouco abaixo do total de 2014, quando os valores atingiram R$ 12 419 410. Com isso, fica evidente que a expectativa de superação possa ser atingida. Ainda que esse não seja o principal foco do evento, que mais serve como uma grande vitrina aos animais para vendas em futuros remates.
Em matéria publicada na edição de hoje, o vice-presidente da Farsul e produtor conhecido da região, Gedeão Silveira Pereira, argumenta que a crise econômica deve comprometer os demais setores de comercialização da Expointer. Ou seja, a venda de animais se apresentaria como um escopo a quem atua no setor rural.
E que bom que isso venha a se confirmar. Até porque, caso concretizado, a região demonstrará força através de uma de suas principais tradições: produzir carne - e de qualidade - capaz de atender os mais altos padrões de avaliação e, ainda, superar crises.

Deixe sua opinião