Estiagem motiva limpeza de açudes e abertura de poços
Publicado em 23/05/2020

Geral

Foto: Divulgação/FS

Mais de 20 produtores já receberam serviços para amenizar impactos da falta de chuvas

A estiagem que assola Bagé desde o final do ano passado trouxe uma série de infortúnios para os moradores do interior do município. A Secretaria de Desenvolvimento Rural informa que está atuando com trabalhos de limpeza e retiradas de terra depositada no fundo de açudes com retroescavadeiras. Há algumas semanas, a pasta já tinha atendido mais de 25 produtores em localidades como: Alexandrina, Banhado Grande, Bento Rengo, Coxilha do Haedo, Olhos D’Agua, Passo do Peres, Passo do Silveira e Rodeio Colorado, totalizando 184 horas/máquina de trabalho realizado. A titular da secretaria, Sílvia Tavares, disse que os produtores podem solicitar o serviço, por meio da patrulha agrícola na Casa do Produtor.

Com isso, conforme Sílvia, com a limpeza, os açudes aumentam a capacidade de armazenamento para quando as chuvas retornarem. Ao longo do tempo, há acúmulo de materiais na área de concentração de água, consequentemente o volume de água é diminuído.

“A maioria desses açudes é utilizado para dessedentação animal, produção de hortaliças e piscicultura ”, explicou a titular da SDR. Sobre a abertura de poços no interior, a secretária detalhou que recebeu dois pedidos para abertura de poços artesianos na zona rural, por meio do Daeb. A pasta realizou, ontem, uma reunião com a Emater para definir os locais que tenham maior necessidade de abastecimento. Conforme ela, os locais mais críticos que deverão receber abertura de poços são: Coxilha do Haedo, Serrilhada e Palmas. “Também estamos auxiliando no abastecimento de água não potável na zona rural”, comenta Sílvia Tavares.  

Deixe sua opinião