Esquerda é favorável a derrubada do veto sobre direitos dos idosos
Publicado em 13/03/2020

Política

Foto: Lauren Brasil/Especial FS

Vereador abordou o assunto, ontem, na sessão ordinária

Em manifestação na tribuna, na sessão ordinária de ontem, o presidente da Câmara de Vereadores, Carlos Adriano Carneiro – Esquerda, do PTB, disse que é favorável à derrubada do veto do presidente Jair Bolsonaro, que visa à ampliação do benefício assistencial a idosos que nunca contribuíram com o INSS e deficientes (Benefício de Prestação Continuada - BPC).
A partir de agora, o congresso resolveu dobrar o teto de remuneração. A renda per capita da família subirá de 25% do salário mínimo para metade do salário mínimo. Ou seja, R$522,50 por integrante do grupo familiar.
De acordo com Esquerda, hoje o município de Bagé atende 1 479 idosos e 2 117 deficientes com este benefício que garante um salário mínimo por mês (R$1045,00) à pessoa com mais de 65 anos e deficientes que não possuam renda considerável.
Esquerda  falou que entende a derrubada do veto como favorável, devido ter um conhecimento nesta área por ter trabalhado e conhecido a realidade dessas famílias quando esteve no comando da Secretaria de Assistência Social, Habitação e Direitos do Idoso. “Vejo como positivo o veto por conta de ter identificado muitas famílias em situação de vulnerabilidade social e extrema pobreza. Assim desta maneira, vai abranger mais famílias”, frisou.
Para se ter acesso a este benefício o primeiro passo é realizar o Cadastro Único (CadÚnico) na Smasi, portando os documentos necessários (RG, CPF, comprovante de residência e um documento de cada integrante da família) e, após, se dirigir até o INSS ou Defensoria Pública para pegar um formulário.

Deixe sua opinião