No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

DPPA limpa: chega ao fim o acúmulo de eletrônicos
Publicado em 08/11/2019

Segurança

Foto: Anderson Ribeiro

Equipe batalhou para conseguir resolver problema

Um caso que se estendia há mais de sete anos foi solucionado. Quem chegava à Delegacia de Polícia de Pronto-Atendimento (DPPA) percebia um acúmulo de computadores depositados no pátio do local: cerca de 500 máquinas completas, que foram apreendidas em operações de combate a jogos ilegais, bingos e outras atividades criminosas. Os dispositivos estavam ao ar livre e expostos a intempéries. A situação motivou a Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde a notificar a DPPA, em 2016 e 2017. Isso em virtude da existência de um material tóxico que pode estar causando danos ao solo, que seria proveniente dos computadores. Na notificação, foi chamada a atenção de que o acúmulo de água possibilitaria a proliferação de doenças, como as transmitidas pelo Aedes aegypti, além da leptospirose. O que também causava riscos aos servidores e plantonistas, que passam dias e/ou noites no local.
Esses materiais começaram a ser retirados em setembro, porém, essa semana, o espaço ficou completamente limpo. Isso foi um trabalho conjunto de uma equipe, que trabalhou ao longo dos anos. A DPPA luta para que isso acontecesse desde quando a delegada Daniela Barbosa de Borba era a titular. Essa também sempre foi uma demanda do delegado regional Luís Eduardo Benites. Hoje, quem comanda a delegacia é a delegada Carem Adriana Silva do Nascimento, que entrou em contato com a Promotoria de Justiça. A partir disso, foi encaminhado um pedido ao Poder Judiciário, explicando a situação e ressaltando que não teria como o material ser reaproveitado, devido ao tempo que estava exposto ao rigor. “Foi para apreciação, o Ministério Público deu parecer favorável e a juíza autorizou a retirada”, ressalta Carem. 
Outro fato a ser destacado foi o trabalho realizado por toda a equipe. A reportagem do jornal Folha do Sul cita aqui, a comissária Nara Oliveira, que hoje está aposentada, mas que durante muitos anos realizou diversas solicitações na tentativa de resolver esse problema.

Deixe sua opinião