Disputas da raça Crioula são retomadas
Publicado em 06/06/2020

Rural

Foto: Felipe Ulbrich/Especial

Credenciadora de exemplares inéditos da 6ª Região

As disputas da raça Crioula retornaram desde quinta-feira com a Credenciadora de Inéditos do Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos da 6ª Região. A análise morfológica encerrou na manhã de ontem, dentro de um rígido protocolo sanitário e distanciamento social. Ao todo, 23 animais passaram pelo crivo dos jurados, apontando os primeiros líderes em cada categoria: Invernada do Morro Chato, entre as fêmeas e Amuleto da Velho Cincerro, no grupo de machos. 

Na avaliação do trio formado pelos jurados Cláudio Neto de Azevedo, Eduardo Móglia Suñe e Felipe Caccia Maciel, a rosilha colorada arrancou na seletiva com 7,450 de nota, na apresentação a cabresto. Invernada do Morro Chato é exposta pela Cabanha Zamorra, de Lages/SC, e vem conduzida pelo ginete Fagner Crescencio Espíndola. Já o cavalo zaino alcançou 7,767 de pontuação. Amuleto, exposto pela Cabanha Velho Cincerro, de Pomerode/SC, chega apresentado pelo ginete Bruno Joseph Reinhold.

Cuidados e prevenção à covid-19

O retorno de algumas atividades de seleção da raça Crioula só foi possível graças a um intenso trabalho da ABCCC e da preocupação em formular um protocolo sanitário e de distanciamento social que garantisse uma retomada segura, normas que estão sendo rigorosamente seguidas desde o início da programação. “É um momento que a gente inicia um grande desafio. Somos a primeira entidade de raça no Brasil a retomar uma atividade de prova. Agradeço a todos que estão aqui desde ontem, seguindo os protocolos necessários. Tenho certeza que nós todos, juntos, vamos conseguir dar esse exemplo”, destacou o presidente da Associação, Francisco Kessler Fleck, na largada da seletiva.

Deixe sua opinião