Dia do Desafio acontece de forma diferente em Bagé
Publicado em 28/05/2020

Esportes

Foto: Reprodução/Instagram

Instrutores do Sesc também ajudaram a orientar exercícios

    O objetivo de estimular a prática de atividades esportivas foi mantido, mesmo com adaptações. É que em 2020 a 26ª edição do Dia do Desafio aconteceu de uma forma diferente. Em razão do isolamento social, provocado pela pandemia de coronavírus, todas as atividades foram realizadas de forma on-line.
    A ideia era que cada um fizesse, pelo menos, 15 minutos de atividades físicas. Tudo deveria ser gravado e postado nas redes sociais com as hashtags referentes ao Dia do Desafio e propor atividades para mais cinco amigos. Ao longo do dia, o Sesc Bagé reproduziu diversos vídeos em seus perfis oficiais de pessoas que fizeram alguma atividade física. Para driblar o momento, a criatividade teve que ser grande. O Departamento de Tradições Gaúchas (DTG) Guapos da Fronteira colocou os integrantes para dançar como forma de aderir ao desafio. Já outros optaram por atividades mais convencionais, como alongamentos e flexões. Grupos, como os ciclistas, também se organizaram para participar de forma individual. Até o prefeito Divaldo Lara e outras lideranças do município participaram fazendo embaixadinhas.
    Além disso, a unidade Bagé do Sesc, com o apoio da Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), foi o ponto de recebimento de doações de agasalhos. Tudo foi feito no sistema de drive-thru, para evitar aglomerações. Neste ano, outra novidade foi a realização de um clássico Ba-Gua de Futmesa, que contou com a participação dos jogadores Vitor, defendendo o Bagé, e Fernandinho, o Guarany. Toda a atividade foi transmitida ao vivo no Facebook do Sesc Bagé. 
    Em função da pandemia, este ano, o Dia do Desafio não teve caráter competitivo. Nos anos anteriores, uma cidade disputava contra outra. Vencia a competição quem mobilizasse o maior número de pessoas.

Deixe sua opinião