Corpo encontrado é de homem que estava desaparecido
Publicado em 30/03/2020

Segurança

Foto: Reprodução/Facebook

Arebalo trabalhava na Companhia Riograndense de Mineração

É de Evaldo Fábio Lunes Arebalo, 40 anos, o corpo que foi encontrado na noite de sexta-feira, em um campo nos fundos do residencial Charrua. O reconhecimento foi feito pelos familiares, através de roupas e demais indícios coletados pela polícia no local, como celular, chaves, documentos e outros pertences de Arebalo. 
No início da noite de sexta-feira, a Brigada Militar recebeu o chamado de um homem informando que havia encontrado um corpo em um campo. O local fica próximo ao residencial Charrua e é considerado de difícil acesso, já que é uma mata fechada. Ao chegar, o homem que fez a denúncia conduziu os policiais e mostrou onde tinha encontrado o corpo. De acordo com o boletim de ocorrência, não foi possível determinar a identidade da pessoa naquele momento, já que o corpo estava em estado de decomposição. A equipe de investigação da 2ª Delegacia de Polícia foi acionada e encontrou roupas que condiziam com a descrição feita em outro boletim de ocorrência, que comunicava o desaparecimento de Arebalo.
O corpo foi retirado do local no dia seguinte pela perícia e levado para necropsia. De acordo com informações do delegado regional Luís Eduardo Benites, a polícia não constatou sinais de violência. "É possível que a morte tenha sido por causas naturais. Só terei o laudo pericial em mãos na segunda-feira", explicou. A polícia seguirá com as investigações.

Desaparecimento
Evaldo Fábio Lunes Arebalo estava desaparecido há cerca de uma semana. Familiares e amigos fizeram uma campanha nas redes sociais em busca de informações sobre o paradeiro dele. Arebalo trabalhava como operador de máquinas na Companhia Riograndense de Mineração (CRM), em Candiota. 
O Sindicato dos Mineiros de Candiota emitiu uma nota de pesar pela morte do profissional. "É com tristeza que recebemos a notícia do falecimento do nosso amigo Fábio, que Deus o receba com muita luz e conforte o coração dos familiares. Nós ficamos com as boas lembranças, um grande amigo de todos, era voluntário, sempre com grande disposição para ajudar em qualquer frente de serviço e com bom humor estava sempre puxando uma brincadeira com um ou outro. Descanse em paz nosso amigo".

Deixe sua opinião