No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

Comissões da Farsul debatem em Bagé cultura do arroz e pecuária
Publicado em 07/08/2019

Rural

Foto: Gerson Raugust/Especial FS

Secretário detalhou assuntos como endividamento de produtores

A Associação e Sindicato Rural de Bagé sediou ontem a interiorização das comissões do Sistema Farsul. No turno da manhã estiveram reunidos os representantes de sindicatos de todo o Estado e da comissão do Arroz e, pela tarde, ocorreu reunião também para tratar de temas da comissão de Pecuária de Corte do sistema Farsul. O secretário das comissões da federação, Rodrigo Rizzo, explicou à reportagem que, durante a manhã, um dos temas que mais chamou a atenção dos presentes foi o do endividamento dos produtores de arroz. “Desse debate chegou-se a conclusão de que devemos formalizar um ofício ao governador Eduardo Leite e também ao deputado federal Alceu Moreira, que é presidente da Frente Parlamentar Agropecuária, no sentido de que equacione alguns pontos que são cruciais para a cultura orizícola. Já existe uma proposta, após um estudo feito pelo economista chefe do Sistema Farsul, Antônio da Luz, de que seja feito um equacionamento dessa dívida em até 15 anos, com juro que, nesse momento, não é interessante aos produtores, que seria de 12%, porém, com rebate de 8, ficando um juro real de 4%”, detalhou o representante da Farsul.

Ainda segundo Rizzo, à tarde foi tratado especificamente dos rendimentos de frigoríficos. “Ou seja, como é que funciona toda a sistemática do início até o final do abate das carcaças. Então, é isso que nós estamos tratando”, destacou o secretário das comissões da Farsul, que explicou que, após os debates, deverão ser divulgados encaminhamentos sobre este tema relacionado aos frigoríficos.

Deixe sua opinião