Comércio em foco 22.01.2020
Publicado em 22/01/2020

Vitrine Empresarial

Inflação acelera em dezembro e fecha o ano acima da meta

O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) registrou variação de 1,15% em dezembro de 2019, conforme o IBGE, registrando o maior valor para dezembro desde 2002 (2,10%). Em novembro, a variação no índice foi de 0,51%. No mesmo mês de 2018, a taxa havia sido de 0,15%. Assim, a inflação em 2019 acumulou 4,31%, ficando acima dos 3,75% registrados no ano passado. Em novembro de 2019, a variação em 12 meses havia sido de 3,27%.
Segundo dados divulgados pela Fecomércio RS, o grupo de maior variação no mês foi de Alimentos e Bebidas que, com alta de 3,38%, teve o maior impacto no índice, 0,83 p.p.. O segundo maior impacto (0,28 p.p.) veio de transportes, que avançou 1,54%, seguido por despesas pessoais (0,10 p.p.), com variação de 0,92%. Habitação, por sua vez, teve o maior impacto negativo (-0,13 p.p.) ao recuar 0,82%. O preço das carnes, depois de avançar 8,09% em novembro, teve alta de 18,06% em dezembro, registrando novamente o maior impacto individual no índice (0,52 p.p.) e puxando a alta em alimentos e bebidas. Nos transportes, combustíveis (3,57%) tiveram a maior influência, enquanto a queda em habitação se deu em função da energia elétrica (-4,24%), com a mudança da bandeira tarifária.
No que diz respeito ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), em dezembro, a variação no país foi de 1,22%, acumulando alta de 4,48% no ano. Na RMPA, o INPC teve avanço de 1,14%, com variação de 4,10% em 2019.
Com a forte alta dos preços em dezembro, o IPCA fechou o ano acima da meta de 4,25%. As carnes, com a aceleração no último bimestre em função da maior exportação para China e desvalorização do real, tiveram o maior impacto para a alta verificada em 2019, com variação acumulada no ano de 32,4%. Mesmo com a forte aceleração, as variações dos preços durante 2019 refletiram mais fatores sazonais e pontuais que pressões de demanda, de forma que as expectativas para a inflação em 2020 devem se manter em patamar confortável.

Deixe sua opinião