Com poder de voto, Hamm diz que decisão foi prudente
Publicado em 03/07/2020

Política

Foto: Márcia Marinho/EspecialFS

Deputado participou da votação de forma remota

Único representante da região no Congresso Nacional, o deputado federal Afonso Hamm (PP) falou sobre a votação que aprovou o adiamento da eleição municipal para novembro em razão da pandemia. O parlamentar comentou que a votação aconteceu dentro do que era imaginado e, segundo ele, foi prudente em função do agravamento da pandemia do coronavírus. 
A princípio, Hamm iria seguir orientação da executiva estadual do partido para que votasse pela permanência da data do pleito em outubro. Posteriormente, o presidente estadual dos Progressistas, Celso Bernardi, e prefeitos entraram num acordo pelo adiamento, já que estava inviabilizada a eleição para ocorrer no dia 4 de outubro, devido à situação que o país vive. “Defini o voto de acordo com o meu pensamento e em sintonia com o partido. Quem ganha é a democracia. E agora com a definição da nova data, com um prazo de mais 42 dias, oportunizando que os candidatos apresentem suas propostas e o eleitor também tenha mais tempo para avaliar e optar pela melhor escolha, pois é uma eleição que está diretamente ligada às pessoas por ser municipal”, enfatizou o deputado.

Deixe sua opinião