Cléo Coelho fala sobre seus planos para Aciba
Publicado em 10/05/2013

Vitrine Empresarial

Foto: Arquivo/FS

Empresário quer ampliar benefícios aos associados

O empresário do setor de seguros, Cléo Coelho, que atualmente é o primeiro vice-presidente da Associação Comercial e Industrial de Bagé (Aciba), deve ser o próximo presidente da entidade. Até 18 de julho, quando está marcada a posse, a Aciba vai realizar a eleição, que tem chapa única.
A posse do novo presidente será realizada durante a cerimônia de entrega de troféus do Distinção Empresarial. Coelho divulgou, ontem, que o primeiro vice-presidente de sua chapa será Lindonor Peruzzo Júnior. Os nomes dos outros vice-presidentes serão confirmados nos próximos dias.
Cléo Coelho pretende dar continuidade ao trabalho que vem sendo realizado pelo atual presidente, Valmor Coradini Júnior, além de agregar novos associados e novos benefícios para eles. Hoje, as empresas associadas têm direito a descontos na Unimed, por meio de um convênio firmado com a Aciba.

Associados
A entidade de classe está instalada em prédio próprio do edifício Ibajé e oferece boa estrutura para cursos e reuniões. Mas Coelho e Lindonor Júnior acreditam que é importante aumentar o espaço físico da entidade, para que ela passe a ter um segundo auditório, com capacidade maior. Outra ideia é criar salas que disponham de estrutura para entrevistas e reuniões das empresas associadas.
“Hoje, temos quase 400 associados e nossa receita vem das mensalidades. Não temos outro tipo de arrecadação”, enfatiza Coelho. Os valores das mensalidades variam de acordo com o porte da empresa. As empresas interessadas em participar do quadro associativo terão seu caso particular estudado.

Eventos
O evento Distinção Empresarial, cuja pesquisa está sendo elaborada pela Universidade da Região da Campanha (Urcamp), deve ganhar complementação com o Mérito Empresarial, iniciativa que evidencia as empresas que mais contribuem para o retorno de ICMS no município. Outro evento que começa a ser tratado é o Natal Luzes do Pampa.
A segunda edição do Natal depende da parceria com a Prefeitura de Bagé e outras entidades. Segundo Coelho, o material usado no ano passado está guardado e vai ser reaproveitado. Ele salienta que a comissão organizadora, coordenada por Valmor Coradini Júnior, Clori Peruzzo, Vórgia Obino e Edson Mór, deve começar a trabalhar até 1º de julho. Até lá, as parcerias precisam ser confirmadas.
 

Deixe sua opinião