Centro registra novos casos de desrespeito às medidas de controle da covid-19
Publicado em 30/06/2020

Geral

Foto: Divulgação/FS

Consumo de bebidas alcoólicas, aglomerações e música alta têm marcado as noites no centro da cidade

Leitores do jornal Folha do Sul entraram em contato para reclamar de casos de desrespeito ao isolamento social, em que muitas pessoas estão em concentrações, sem distanciamento, consumindo bebidas alcóolicas no centro da cidade. Desde que iniciou a pandemia do novo coronavírus, uma série de medidas restritivas foram tomadas para que fosse evitada a propagação da doença em Bagé. Entre essas ações do poder público municipal, está a publicação de decretos que institui medidas, como toque de recolher, bem como a fiscalização de áreas públicas onde essas aglomerações estariam ocorrendo.

Atualmente, o município de Bagé está com 122 casos confirmados de covid-19. Conforme a secretária de Saúde, Deise Quadros, há equipes da Vigilância em Saúde atuando em fiscalizações para evitar que mais casos de desrespeito aos protocolos sanitários permaneçam. “Essa semana vamos ter uma reunião com a Brigada Militar para solicitar um reforço”, complementou Deise.

O coordenador da Vigilância em Saúde do município, Geraldo Gomes, reafirma que o consumo de bebidas alcóolicas está proibido no centro da cidade e garante que a fiscalização está nas ruas; alertando, também, para que, agora, o toque de recolher passou a ser proibitório para quem o desrespeitá-lo após a meia-noite. “As pessoas se passaram neste final de semana. Diversos locais da cidade estavam lotados. Em todos os pontos que fomos, alertamos às pessoas para que usassem máscaras e respeitassem o distanciamento social. Acontece que o pessoal não está respeitando. A gente não quis ir com a polícia, montar uma operação maior, para não ficar constrangedora a situação”, ressalta Geraldo Gomes.

Após a meia-noite, segundo Gomes, foi solicitada a presença da Brigada Militar para que se fizesse respeitar o toque de recolher em alguns pontos de Bagé. “Infelizmente, houve um grande número de pessoas no centro neste final de semana, mas mesmo com um grande número de fiscais, aconteceu que as pessoas perderam o controle, não obedeceram ao uso de máscaras. E isso é preocupante porque o número de casos está aumentando em Bagé e as pessoas estão facilitando devido a algumas flexibilizações que o município teve”, complementa o coordenador da Vigilância em Saúde. Gomes frisa que no próximo final de semana será realizada uma operação mais efetiva para tentar impedir novos casos de despeito às normas sanitárias exigidas pelo poder Executivo.

Deixe sua opinião