Centro de Operações de Emergência Municipal é criado
Publicado em 02/07/2020

Geral

Foto: Rodrigo Sarasol

Representantes do governo e de instituições traçaram metas

Uma reunião na prefeitura serviu para formar um conselho deliberativo e instituir o Centro de Operações de Emergência Municipal (COE), destinado para a Educação. De acordo com informações da coordenadoria de comunicação da prefeitura, com  a criação do comitê, será possível analisar os planos de contingência para um futuro retorno gradativo do ensino no município. O encontro teve a presença do prefeito  Divaldo Lara, das secretárias de Educação e Formação Profissional (Smed), Adriana Lara, e de Saúde Atenção à Pessoa com Deficiência, Deise Quadros, pela 7ª Coordenadoria Regional de Saúde, Carlos Magno Henquer Cesarino, do coordenador da Vigilância em Saúde, Geraldo Gomes, além de representantes de 11 instituições particulares de educação do município.
Ficou acordado que cada instituição terá um representante titular e outro suplente na composição do COE, em que será deliberado e analisados os planos constitucionais das respectivas fundações. Mas antes, fica a cargo da Vigilância em Saúde a responsabilidade de uma análise mais aprofundada e criteriosa dos planos, dando um parecer prévio. De acordo com o último decreto, nº 135 de Junho de 2020, instaurado na cidade, está autorizada a reabertura de determinados cursos livres, como idiomas, esportes, música, profissionalizantes e similares. 
O prefeito argumentou que essa é uma forma gradativa de voltar a dar retorno ao ensino educacional.
Adriana disse que  após os cursos livres, será analisada uma possível retomada de cadeiras finais de ensino superior e aulas práticas de laboratório. Os planos constitucionais serão analisados por ordem de chegada e as reuniões do COE ocorrerão às sextas-feiras, às 10h, via on-line.

Deixe sua opinião