No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

Cavalgada de São Sebastião mobiliza 60 tradicionalistas
Publicado em 18/01/2020

Geral

Foto: João A. M. Filho

Grupo vai percorrer cerca de 45 quilômetros e retorna na segunda-feira a Bagé

Cerca de 60 cavalarianos deram início à marcha de aproximadamente 45 quilômetros que separam a Catedral de São Sebastião, em Bagé, até a capela que também homenageia o padroeiro da Rainha da Fronteira, em Torquato Severo, distrito de Dom Pedrito. A 16ª edição da Cavalgada de São Sebastião resgata a chegada da imagem do santo à cidade, que ocorreu em 20 de janeiro de 1815, há quase 205 anos.

Para o bispo diocesano de Bagé, Dom Cleonir Dalbosco, que participa pela segunda vez da cavalgada, o convite foi motivo de muita alegria, já que se trata de uma atividade ligada à tradição local. “É uma forma de o gaúcho manifestar a religiosidade que acontece fora da igreja, o que ajuda a estreitar os laços com a comunidade”, disse. Conforme o prelado, a festa do padroeiro de Bagé é uma oportunidade de acolher também grupos culturais e religiosos. “Estamos com nossas portas abertas para todos”, acrescentou. O bispo mantém a tradição iniciada com o antecessor, dom Gílio Felício, e também vai percorrer o trajeto a cavalo.

Antes mesmo da tradicional cavalgada ser incluída no calendário oficial de eventos da cidade, o comerciante João Carlos Pinheiro, 71 anos, já participava da marcha. Com mais de 30 mil quilômetros de participação em marchas ligadas ao tradicionalismo, Pinheiro percorre o trajeto há 34 anos e foi um dos personagens que ajudou a colocar o evento no calendário oficial da cidade. “Foi com o bispo emérito dom Gílio Felício, que conseguimos dar à tradição o caráter de patrimônio de nossa cultura”, frisou. Ele ainda se disse feliz por ceder um de seus cavalos para que o bispo Dom Cleonir também participe da marcha. “É uma forma de trazer a fé mais pra perto de nosso convívio e uma honra de poder contribuir”, frisou.

Na sexta-feira, o grupo percorreria 19 quilômetros pelas estradas do interior até o ponto de descanso e, neste sábado, retomam a marcha até a comunidade de São Sebastião. A imagem do padroeiro de Bagé retorna à cidade na segunda-feira, onde será recebido pelos fiéis na paróquia de Nossa Senhora da Conceição, com horário previsto de chegada às 18h.

Deixe sua opinião