No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

Campanhas buscam transformar o Natal das crianças
Publicado em 05/12/2019

Geral

Foto: Niela Bittencourt

Espaço destinado às doações

Natal é sinônimo de solidariedade e vários bageenses estão organizados para transformar a data em um dia inesquecível para a criançada. Uma das iniciativas é de uma empresa de brinquedos, a Nova Era, que vai beneficiar os assistidos da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae). Também a da diretora da escola municipal Creusa Brito Giorgis, localizada no bairro Ivo Ferronato: com a ajuda dos internautas, a ideia é garantir presentes para todos os alunos: são 235. 
A gerente Rita de Cássia Rodrigues de Oliveira conta que a empresa atendeu uma demanda da Apae: a equipe pediu ajuda neste Natal. A Nova Era vai entregar um brinquedo que é um balanço, mas também conta com cesta de basquete e chute a gol (são três em um). Mas não para por aí: no local, há uma lista de sugestões de brinquedos que podem ser doados para a associação, e há um espaço para os clientes que aderirem depositarem as doações.
Rita explica que a escolha dos itens foi feita por profissionais da Apae de acordo com as necessidades dos assistidos - a associação atende desde a primeira infância até adultos. Não há um montante como meta. E Rita lembra que itens simples, como massinhas de modelar, por exemplo, podem fazer a diferença para o trabalho realizado pela entidade. Há itens na lista que custam apenas R$ 3, R$ 6, "mas que vão representar muito nas terapias".
A gerente explica que integrar a Apaenoel (que é a ação da Apae, que realiza pedágio hoje e amanhã) foi a forma da empresa atender demandas por ajuda que chegam diariamente. E destaca: "Todo mundo quer ajudar, mas sozinho ninguém faz nada". A fala faz referência à importância de ações como essa. A entrega do balanço ocorrerá no dia 26. 
Na escola Creusa Brito Giorgis, a iniciativa da diretora Iraci Simões Gonçalves foi abraçada por aqueles que "navegam" pela internet. Os pedidos das crianças por presentes foram compartilhados e praticamente todos já estão com presentes garantidos. Restam cerca de três que ainda precisam ser apadrinhados. 
Iraci comenta que realiza a campanha há seis anos: primeiro pergunta para as crianças o que gostariam de ganhar e depois escreve em uma lousa, fotografa e compartilha nas redes sociais. A ajuda, conforme enfatiza a professora, vem de todo lugar. Os presentes, às vezes, chegam por tele-entrega, táxis e até pelos Correios. Muitas pessoas que não estão ou não são de Bagé acabam ajudando. 
Questionada sobre aqueles presentes mais curiosos, ela listou três: um menino pediu uma touca de Papai Noel; outro, uma roupinha para o cachorro, que estava gripado; e uma menina garantiu para a professora que tinha Deus e isso bastava. 
Iraci conta que os presentes serão entregues no dia 14 de dezembro, às 16h. Isso em uma festa, que só será possível se a população ajudar. A equipe da escola ainda precisa de doces, salgados e bolo. Quem quiser ajudar pode telefonar para a diretora, pelo (53) 9 9991 4568. No total,  235 estudantes serão presenteados. 

Mais uma iniciativa é a do psicólogo Marcelo Motta. A ideia é distribuir brinquedos e alimentos e, assim, tornar mais feliz o Natal de algumas famílias da cidade. Ele conta que a ideia surgiu em conversa com os pacientes. "Como eu trabalho sozinho, pensei em, junto com meus clientes, fazer cestas básicas. Acho que todos nós podemos fazer um pouquinho para deixar esse dia mais especial para algumas pessoas", argumenta. Como a ideia foi bem aceita, ele resolveu também divulgar entre os amigos. Na Páscoa, Motta preparou e distribuiu 120 cestas. "Muitos de nós vão conseguir fazer uma ceia feliz com quem amamos, porém muitos terão dificuldades para comemorar a data", diz o texto que o profissional tem enviado para os amigos. Mas quem quiser ajudar, mesmo sem conhecer o psicólogo, pode procurar o consultório, localizado na General Netto, 19, no Edifício Ibagé. 

Deixe sua opinião