No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

Guarany
Camiseta da marca Dezenove07 será comercializada a R$100
Publicado em 10/12/2019

Esportes

Foto: Mariana Muza

Mess, Coelho, Moreira, Jorge Kaé (Departamento de Futebol) e Brum

O Guarany anunciou, ontem,  que a camiseta da marca Dezenove07 do clube já está pronta e será comercializada por R$100.  A divulgação aconteceu em uma coletiva de imprensa na C.C Seguros.

Segundo o vice-presidente do clube, Cléo Coelho, a ideia dele e do presidente Tato Moreira foi para levar preços mais acessíveis ao torcedor. “O pensamento que nós tivemos de ter a própria marca é porque ficamos limitados a um fornecedor único; o que ele acha por si, tem que ser. Então, tu não consegues chegar até o teu torcedor com preços mais acessíveis”, contou.

O nome da marca é em homenagem ao ano de fundação do clube que foi em 19 de abril de 1907. Além disso, conforme  publicado na edição do dia 9 de novembro do jornal Folha do Sul: “Guarany Futebol Clube lança própria marca de camisetas”, o Índio terá um espaço no centro para atrair o torcedor. Segundo Coelho, este local denominado “espaço Alvirrubro”, será em uma sala comercial na rua Pelotas, atrás do Obino Hotel. O local será como a secretária do clube, onde os torcedores poderão se associar e comprar produtos da marca do clube. De acordo com Coelho, haverá materiais, como bolsas, mochilas, canecas, camisetas, bonés, canetas, chaveiros e a camiseta com o logo; o torcedor também poderá tomar café; ver as taças; comprar os ingressos para jogos e pagar a mensalidade. O local começará a funcionar a princípio na segunda-feira. O vice-presidente adiantou que os produtos serão vendidos no primeiro momento no espaço alvirrubro, mas estão abertos para propostas. “Se uma loja de esportes quiser comercializar nossos produtos, estamos abertos. Não queremos competir com ninguém, pelo contrário, queremos nos unir”, afirmou.

Estádio

O presidente Tato Moreira declarou que na parte de iluminação do clube, eles irão comprar a primeira fase do material para manutenção das torres no estádio. “Temos que atacar esse problema da luz, pois só na iluminação interna nós teremos que investir R$20 mil; mais uma adequação das torres do estádio; usaremos em torno de R$70 mil, ao todo. Nós precisamos nos adequar até o dia 15 de janeiro, estar com tudo funcionando, caso contrário, infelizmente não poderemos utilizar o nosso estádio à noite”, comentou.

Além disso, a manutenção da pintura do estádio começará a ser feita por meio de uma campanha da torcida - a Índio Guerreiro - para arrecadar o material.

Segundo Moreira, não é descartada a necessidade de serem feitos mais dois portões, a fim de facilitar a entrada de torcedores, pois, no ano que vem, serão recebidas mais pessoas no clube, tendo em vista os dois clássicos Ba-Gua, um no final do primeiro turno, outro no início do returno. “Nós estamos tendo ajuda de diversas pessoas e isso é crucial”, afirmou.

Comissão técnica

O treinador do Guarany, Vanderson Pereira, acompanhado da comissão técnica; o auxiliar técnico Jefferson Fredo, mais conhecido como Jé; o preparador físico Mariel Mees; o preparador de goleiros Fabrício Brum; e o massoterapeuta Eduardo Rocha (Mala), anunciou que o clube já tem 20 atletas contratados e que pretende finalizar o elenco com até 22. Segundo ele, a competição tem um grau de dificuldade grande, então a preparação dos atletas iniciarão uns 40 dias antes da estreita do clube na Divisão de Acesso, que será no dia 1º de março. Além disso, o técnico afirmou que o adversário mais difícil será o da estreia, o Guarani de Venâncio Aires. “Todos os times tem o mesmo objetivo, por isso a competição será muito difícil”, afirmou.

Jé contou que esta será a primeira experiência dele no cargo. “Já tinha recebido outras propostas, mas tinha alguns problemas para resolver. Entretanto, eu e o Vanderson temos uma amizade de longa data e então  resolvi embarcar junto a eles nesta empreitada”, relatou.

O preparador físico, Mariel Mess, que já havia participado da comissão técnica Alvirrubra na pré-temporada e nos primeiros jogos deste ano, comentou que já iniciou o primeiro contato com os jogadores contratados para quando iniciar os treinamentos eles estarem preparados fisicamente. “É um campeonato muito pesado fisicamente, campos pesados, então já estou entrando em contato com os atletas contratados para dar início a  esta preparação”, comentou.

Dívidas trabalhistas

O Departamento Jurídico do Guarany divulgou no dia 12 de novembro que estava em  busca de acabar com um problema histórico que afeta o clube há anos, as dívidas trabalhistas existentes que prejudicam o desempenho das atividades. Na coletiva, um dos advogados do clube, Pedro Moura, explicou que o departamento enviou uma proposta ao Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região para reunir todas as execuções trabalhistas existentes contra o clube e cessar as execuções individuais. Segundo ele, o clube recebeu uma contra proposta que já está analisando. Porém, conforme Moura, o maior problema é na parte do patrocínio do clube, pelo fato de os contribuintes acabarem recebendo uma intimação do tribunal, que penhora o dinheiro devido às dívidas. Então, após o Guarany conseguir resolver o problema e iniciar o pagamento, a situação será resolvida.     

Deixe sua opinião