Câmara em dia de polêmicas
Publicado em 11/01/2013

Política

Foto: Emanuel Müller/EspecialFS

Boneca de Márcia Torres foi prestigiar posse que acabou não acontecendo

A reunião de ontem da Comissão Representativa no Legislativo contou mais uma vez com a presença de um grande público. E a maioria dos vereadores estava presente - faltaram apenas Omar Ghani, Ivan Lima (ambos do PT), Sônia Leite (PP), além de Téia Pereira (PT), que agora é a secretária municipal de Saúde e deixou sua vaga na Câmara. Só que os problemas começam por aí. Enquanto a terceira suplente petista Márcia Torres estava na Câmara pronta para assumir a vaga, o procedimento legal impedia que isso ocorresse. Afinal, primeiro era preciso convocar Janise Collares (primeira suplente) para, após pedido de licenciamento, ser convocado o segundo suplente, Guto Nadal. Só que Janise, durante o encontro da Comissão Representativa, não apareceu. A posse dela como vereadora só ocorreu no início da tarde. O que de certa forma deixou um clima de constrangimento no ar. Amigos e apoiadores de Márcia Torres foram em grande número à Câmara. Levaram, inclusive, a boneca que virou marca registrada da atual suplente durante a campanha eleitoral - que ficou posicionada junto à plateia. A frustração foi visível. Embora a FOLHA do SUL adiantasse na edição de ontem que Janise assumirá para apresentar projetos em três áreas (Educação, políticas para mulheres e sobre diversidade), a secretária de Educação não foi a tempo de participar e se manifestar em plenário. Só restou a Márcia lamentar.  Toda a celeuma não parou por aí. Márcia procurou o presidente da Câmara, Paulinho Parera (PT), após a sessão. Reclamou bastante de que não tinha gabinete para atuar, embora já estivesse apta. Parera explicou que não poderia destinar local porque legalmente Márcia ainda não era vereadora - primeiro era necessário convocar Janise e, em caso de recusa, Guto Nadal. Márcia conta que chegou a receber a chave do gabinete de Téia. "Ela me levou a chave ontem à noite", revelou. Entretanto, ao chegar no local, outra situação constrangedora: o vereador Omar Ghani (PT) havia ocupado o espaço. Ghani já havia solicitado a troca de gabinete no prédio devido ao espaço físico. O fato também deixou Márcia irritada, afinal tinha certeza sobre o gabinete que viria a ocupar. Apesar das idas e vindas, até a tarde de ontem a informação era a mesma da noite de quarta-feira: Janise assumiu a vaga e irá protocolar os projetos com os quais havia se comprometido. Depois, sairá. E a vaga deverá ser mesmo de Márcia Torres, já que Guto Nadal também será convocado, mas não deverá assumir, continuando na Secretaria Municipal de Habitação. 

Deixe sua opinião