Bolsonaro é saudado em Bagé com gritos de “mito”
Publicado em 01/08/2020

Geral

Foto: Gabriel La Flor/especial

Apoiadores foram recepcioná-lo no aeroporto

Assim que pisou em solo bageense, por volta das 11h30min de ontem, o presidente Jair Bolsonaro, acompanhado do prefeito Divaldo Lara, recebeu um chapéu gaúcho e colocou uma máscara da prefeitura, com a frase: “Eu amo Bagé”. Enquanto o salão de embarque do aeroporto Comandante Gustavo Kraemer era restrito somente para autoridades, milhares de pessoas aguardavam o mandatário do país do lado de fora.
Ao pisar no pátio do aeroporto, Bolsonaro foi cercado por apoiadores, que aos gritos o saudaram como “mito”. O presidente exibiu uma caixa de cloroquina e levantou uma camiseta do Guarany Futebol Clube.
O Landau 1972,  utilizado pelo ex-presidente Emílio Garrastazu Médici, o transportou do aeroporto até a Escola Muncipal Cívico- Militar São Pedro. No local, quando o presidente chegou, houve aglomeração e muito empurra-empurra para chegar perto do dele. E, novamente, os apoiadores o saudaram como “mito”. Em meio à gritaria, um falou: “Deus te abençoe, presidente”.
Expectativa desde cedo

Nas primeiras horas da manhã dessa sexta-feira, quando o avião presidencial decolou de Brasília, já havia gente no pátio do aeroporto e arredores, para garantir um lugar mais próximo à comitiva presidencial. Em meio os apoiadores de Bolsonaro, predominava o verde e amarelo da bandeira do Brasil. Mesmo com a baixa temperatura, até crianças foram levadas ao aeroporto para receber o presidente. Como é de praxe, um aparato de segurança foi montado na chegada e no percurso até a cidade.
Enquanto isso, o movimento também era intenso em frente à Escola Muncipal Cívico-Militar São Pedro. Apoiadores e vendedores ambulantes aproveitaram a oportunidade e se misturaram. Um gaúcho a cavalo, com a bandeira do Brasil, foi um dos personagens da festa para Bolsonaro.

Deixe sua opinião