No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

Cultura
Biblioteca: muito além da leitura
Publicado em 25/01/2020

Geral

Foto: João A. M. Filho

Diretora ressaltou diversificação de atividades para atrair público

A Biblioteca Pública Municipal Doutor Otávio Santos inicia o ano com dados expressivos na ampliação do número de usuários ativos. O espaço, localizado na rua Carlos Mangabeira, 20, recebia cerca de 200 visitantes no início de 2017. Hoje, o número chega a 1,4 mil ao mês, sete vezes mais que há três anos. A diretora da biblioteca, Lúcia Gomes, destacou que, neste período, o local promoveu diversas ações e se tornou referência no interior do Estado.

Em 2020, Lúcia ressaltou que uma das primeiras ações será de catalogar as obras da pinacoteca, todas doadas por artistas bageenses, que terão registros e serão perpetuadas para promoção da cultura local. “É uma iniciativa para manter estas obras neste espaço e que fiquem disponíveis para a comunidade”, frisou. São cerca de 50 obras no acervo que embelezam as paredes do espaço, que recebe atualmente a exposição fotográfica “Rio Grande do Sul – Cultura e Identidade”, de Eurico Salis.

O espaço, antes destinado apenas às atividades literárias, hoje reúne grupos de teatro, além de receber palestras, grupos de discussão temáticos, exposições, cursos, semanas acadêmicas, rodas de leitura, projetos de iniciativa da biblioteca – Janelas do Conhecimento e outros. “Atualmente, a Biblioteca Pública Doutor Otávio Santos é um espaço vivo, diversificado, que acolhe, inclusive, a Associação Bageense das Pessoas com Deficiência e Familiares (Abadef), que realiza cursos do idioma Braile às sextas-feiras. Por esta razão, o governo do Estado cita a biblioteca pública de Bagé como referência na promoção da cultura e conhecimento entre as cidades do interior do Rio Grande do Sul”, disse.

A diretora, que tem atua também como artista plástica, ainda frisou que o trabalho é realizado por servidores concursados, comprometidos com as ações. “Foram eles que propuseram disponibilizar livros didáticos de edições antigas gratuitamente no balcão. Hoje, muitas pessoas procuram e levam esses livros. O conhecimento não se perde”, acrescentou. Outra ação que teve êxito junto à comunidade foi o projeto “Janelas do Conhecimento”, que disponibiliza livros nas janelas externas do prédio para quem quiser levar e ler. “A próxima edição acontecerá no primeiro dia ensolarado da primeira quinzena de março, quando os livros que tivermos em duplicidade em nosso acervo serão doados à população. É um projeto de muito sucesso. Com o futuro projeto do teatro, será ainda melhor. Bagé terá uma biblioteca e teatro unidos como espaços multiculturais, e agradeço a oportunidade de poder fazer parte deste trabalho com a liberdade e apoio que a secretária de Turismo e Cultura, Anacarla Oliveira e, principalmente, do prefeito Divaldo Lara”, complementou.

Até final de fevereiro, a Biblioteca Pública Otávio Santos funciona das 8h às 14h. A partir do início de março, o espaço ficará com as portas abertas das 8h às 18h, sem fechar ao meio-dia.

Deixe sua opinião