No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

Bagé caminha para o futuro com o novo Brasil
Publicado em 20/08/2019

Política

O projeto de governo do Brasil vencedor nas eleições do ano passado está em curso. A maioria da população escolheu uma nova forma de gestão, priorizando a austeridade com os gastos públicos, o livre mercado, a segurança das pessoas e a valorização da família. Dentro dessas prioridades está o desenvolvimento do Brasil, a criação de empregos e a oportunidade para que nos tornemos um país empreendedor. Uma mudança desse nível, por óbvio, enfrenta resistências e a equipe de governo tem de se mostrar preparada para essas adversidades. Afinal, ninguém gosta de perder privilégios e o que víamos era um seleto grupo de privilegiados em detrimento de um país melhor para se viver.
A reforma da previdência e a reforma tributária são duas frentes que estão enquadradas nesse foco de resistência. Mas sem elas não haverá desenvolvimento. O Brasil gasta muito e gasta mais do que arrecada, apesar das reclamações de que a carga tributária é pesada. Então, é porque gasta errado, é porque há muita corrupção e o que pouco tem importado é o bem-estar dos milhões de brasileiros. Sendo assim, é necessário reformar. 
Nesse contexto de mudanças e novas alternativas para o futuro, Bagé está alerta e integrada. A prefeitura, através do prefeito Divaldo Lara, e a Câmara Municipal, sob a minha presidência, apresentam ao governo federal a disposição de um município pólo na Região da Campanha do Rio Grande do Sul em caminhar ao lado das mudanças, acompanhando os programas e projetos de desenvolvimento implementados pela gestão do presidente Jair Bolsonaro. Não perdemos tempo quando houve o anúncio da implantação de escolas militares no país, adaptando duas instituições municipais para acompanhar essa evolução educacional, tornando-as cívico-militares, obedecendo o sistema disciplinar e ampliando o número de horas-aulas, além de outras melhorias, como a adaptação física dos prédios São Pedro e João Severiano, um no bairro Getúlio Vargas e outro no Castro Alves. 
Nesta segunda-feira, o prefeito Divaldo, a secretária de Educação Adriana Lara e a Secretaria de Gestão, Planejamento e Captação de Recursos (Geplan), capitaneada por Eduardo Deibler, apresentaram em reunião as ampliações, adaptações no prédio da Escola São Pedro e a forma como deve funcionar. É impressionante a excelência do projeto, principalmente se levarmos em conta o quanto influenciará na vida dos estudantes e das famílias. Disciplina no aprendizado curricular, disciplina nas práticas esportivas e de arte. Pistas de atletismo, quadras esportivas e piscina térmica, qualidade nas salas multimeios e um teatro equipado para uso diário dos alunos e das famílias, acompanhados de uma agenda de ações inovadoras. 
Não se trata aqui de um colégio que sofre adaptações, porque é muito mais. É uma forma de oferecer qualidade à vida de crianças, adolescentes e, por consequência, às suas famílias. Com o novo São Pedro o bairro Getúlio Vargas estará melhor. Caminhamos para a segunda revolução daquela localidade, que a partir dos anos 1950 recebeu os salesianos liderados pelo padre Honorino João Muraro. O religioso educador não apenas ofereceu educação aos estudantes, mas tornou um bairro abandonado em exemplo de civilidade, as famílias que lá residem há 30 anos e mais que o digam. 
Como presidente da Câmara Municipal de Vereadores e participante ativo do atual governo municipal tenho muito orgulho de fazer parte das ações que dignificam uma comunidade, melhoram as pessoas e oferecem oportunidade de desenvolvimento à nossa cidade.
Relatei aqui apenas um exemplo. Temos mais. Um grupo de trabalho elabora projetos em consonância com a nova política do governo federal que, depois de discutidos, analisados e avaliados pelo prefeito, são encaminhados aos ministérios e à Casa Civil da Presidência da República. 
O propósito de desenvolvimento de Bagé é um trabalho árduo, feito todos os dias por uma gestão municipal da qual tenho muito orgulho de fazer parte.       
 

Deixe sua opinião