Avaliação de exemplares da raça Charolês, na Embrapa, inicia neste mês
Publicado em 01/05/2020

Rural

Foto: Nathã Carvalho/ Especial FS

Apresentação de vencedores feita no ano passado

A Associação Brasileira de Criadores de Charolês e a Embrapa Pecuária Sul promovem para maio a quarta edição da Prova de Avaliação a Campo (PAC) e a Prova de Consumo Alimentar Residual. As duas avaliações são consideradas ferramentas estratégicas de seleção de animais da raça e os animais deverão chegar à sede da unidade de Bagé da Embrapa neste mês.
Conforme a Associação Brasileira de Criadores de Charolês, a Prova de Avaliação a Campo (PAC) tem como objetivo, comparar, dentro de um mesmo ambiente de criação, reprodutores de diferentes criatórios do Sul do Brasil, com a finalidade de identificar animais superiores para produção de carne em sistema de pastejo. No final de cada prova, classificam-se os animais por meio do índice de classificação final (ICF), que pondera cada característica avaliada e sumariza em um único número para qualificar os animais. Entre as características que exercem maior peso no ICF, estão àquelas relacionadas ao ganho de peso (45%), seguidas pelas integrantes da avaliação de carcaça por ultrassom (25%), perímetro escrotal (5%) e 25% para os parâmetros subjetivos, como conformação, padrão racial e sexualidade.
Já o consumo alimentar residual (CAR) mensura a diferença entre o consumo de alimento observado e o consumo estimado para o animal. Desta forma, animais mais eficientes consomem menos alimento que o estimado, apresentando valores negativos de CAR.

Deixe sua opinião