No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

Ausência de chuva agrava prejuízos nas lavouras de soja do Estado
Publicado em 21/03/2020

Rural

Mais uma semana marcada por tempo seco, alta taxa de radiação solar, baixa umidade relativa do ar e altas temperaturas agravaram a situação de redução dos rendimentos nas lavouras de soja no Rio Grande do Sul, de acordo com o Informativo Conjuntural, divulgado na quinta-feira (19/3), pela Emater/RS-Ascar. Ainda segundo o levantamento, a soja no Estado está 1% em germinação/desenvolvimento vegetativo, 4% em floração, 32% em enchimento de grãos, 45% madura e por colher e 18% das lavouras foram colhidas.

Na região administrativa da Emater/RS-Ascar de Ijuí, as áreas de soja em fase final de enchimento de grãos e em maturação apresentam retenção de folhas secas, hastes verdes, queda de vagens, vagens sem grãos e falhadas, inclusive, com morte de plantas. À medida que a estiagem avança, os grãos diminuem de tamanho e de peso, apresentam rugosidade e esverdeamento do tegumento, causado por estresse térmico e hídrico.

Esse quadro evidencia perdas significativas na qualidade fisiológica da semente, na redução da qualidade do grão, além de conferir maior índice de acidez do óleo. As lavouras de soja colhidas têm mostrado alto percentual de impurezas devido à desuniformidade de maturação das plantas. Alguns produtores realizam dessecação pré-colheita a fim de uniformizar as lavouras e reduzir as perdas.

Arroz

A cultura do arroz no Rio Grande do Sul está 3% em floração, 20% em enchimento de grãos, 47% em maturação e 30% foram colhidos. Na regional de Bagé, 45% das lavouras estão em florescimento e enchimento de grãos, 25% em fase de maturação fisiológica e 30% colhido. Devido às ótimas condições das lavouras e ao tempo favorável durante o ciclo da cultura, o rendimento chegou em 8,6 toneladas por hectare, principalmente na Fronteira Oeste. Os cultivos estão com bom estado fitossanitário. Em algumas lavouras, o tempo seco continuado que favoreceu a colheita e reduziu a umidade do grão devido às altas temperaturas, aumentando o índice de grãos quebrados e diminuindo o rendimento.

Deixe sua opinião