Arilson é o novo treinador jalde-negro
Publicado em 08/02/2020

Esportes

Foto: Thaís Nunes

Douglas Luiz já assumiu a função de preparador de goleiros

Após dias de incertezas, finalmente foi confirmado: Arílson será o treinador do Bagé para a Divisão de Acesso 2020. Junto a ele, também foram anunciados outros membros que farão parte da comissão técnica.
Desde a saída de Badico, na noite da última terça-feira, o clube iniciou a busca por um novo treinador. Justificando seu desligamento do clube, Badico alegou algumas divergências com o investidor e diretor executivo jalde-negro, Rodrigo Trindade. A partir desse momento, a diretoria teve que procurar opções no mercado. Vários nomes foram cogitados. Bolívar, Alê Menezes, Márcio Nunes, Carlos Leiria e, até mesmo, Tiago Nunes chegaram a ser especulados. A confirmação veio no final da manhã de ontem, quando o clube, através da assessoria de imprensa, fez o anúncio. Arílson Gilberto Costa, ou somente Arílson, deve assumir oficialmente o clube no sábado; no domingo, ele terá o primeiro desafio em um amistoso contra a equipe do Fronteira, de Rivera. 
Arílson é um velho conhecido dos futebolistas brasileiros. Como jogador, iniciou a carreira nos anos 90 nas categorias de base do Clube Esportivo Aimoré. Em 1993, foi contratado pelo Grêmio. Rapidamente, chamou a atenção no time juvenil e, no ano seguinte, conquistou uma vaga no time principal, quando o então técnico gremista Luís Felipe Scolari foi convidado a assistir uma partida dos juniores para promover alguns garotos, já que naquela época o clube passava por dificuldades financeiras. Ainda em 94, Arílson fez parte do elenco campeão da Copa do Brasil. No ano seguinte, teve importante participação na campanha do bicampeonato da Libertadores da América. Com o destaque que teve ao longo do campeonato, o meia foi vendido ao futebol alemão, para defender o Kaiserslautern. Mas a passagem pela Alemanha durou apenas 10 jogos, voltando para Porto Alegre no final da temporada. Um dos episódios mais famosos na carreira de Arílson aconteceu em 1996, quando fugiu da concentração da seleção brasileira, onde estava se preparando para disputar o pré-olímpico. Depois disso, nunca mais foi convocado para a seleção brasileira. O jogador ainda acumulou passagens por Internacional, Palmeiras (onde conquistou, mais uma vez, as copas do Brasil e Mercosul), além de outras passagens pelo futebol europeu e sul-americano. Em 2011, encerrou a carreira no Imbituba, equipe catarinense.
Como treinador, Arílson tem passagens por Aimoré, onde conseguiu o vice-campeonato da Divisão de Acesso e a vaga para o Gauchão; Operário e a Seleção Sub-20 do RS, com a qual ganhou a Copa de Seleções Estaduais Sub-20 de 2017. Além dele, outros membros da comissão técnica foram anunciados. Mabília será o coordenador técnico, Leandro Machado atuará como auxiliar técnico. Outra novidade é o retorno do preparador de goleiros Douglas Luiz. Os demais membros permanecem no clube.
Ontem, os treinamentos da equipe aconteceram no Militão. Quem comandou os trabalhos foi o preparador físico Rafael Fernandes, que ficou responsável pela transição das comissões. Morando na cidade, Douglas já assumiu a função junto aos goleiros e conduziu o treino dos arqueiros.
Amistoso
Neste domingo, dia 9, às 16h, o Bagé fará um amistoso no Pedra Moura contra o Fronteira, de Rivera. Será o primeiro teste da equipe jalde-negra sob o comando de Arílson. Os ingressos custam R$ 10 e o clube solicita que os torcedores levem um quilo de alimento não perecível.


Nova comissão técnica jalde-negra
Coordenador técnico: Marcelo Mabília
Treinador: Arílson
Auxiliar técnico: Leandro Machado 
Preparador físico: Rafael Fernandes  
Preparador de goleiro: Douglas Luiz
Analista de jogo: Tiago Pasini 
Massagista: Deivid Rosa
Mordomo: Alexandre Dutra
Gerente: Darlan Berneira
Diretor de logística do futebol: Cláudio Figueira

Deixe sua opinião