Aplausos - 19 de outubro de 2019
Publicado em 19/10/2019

Social

Foto: Divulgação/FS

Luciane Espinosa Soares, Luciana Rato Cagiano Bueno, no chá da Casa da Amizade, quinta-feira

DEFENSORA da causa ambiental, advogada Fernanda Damacena lançou o livro: “Direito dos Desastres e Compensações Climáticas no Brasil: Limites e Potencialidades”. Segundo a professora de Direito, este debate precisa ser feito o quanto antes, pois a ciência climática orienta para as consequências já conhecidas e prováveis em diversos setores da sociedade. Ou seja, este é um problema que abrange comércio e serviços também.  O empresariado brasileiro não está preparado para o risco físico causado pelas mudanças climáticas, que afetam diretamente tanto a saúde das pessoas quanto as compras no supermercado. “Friso que o futuro é agora e que as tomadas de decisões dos setores públicos e privados corresponderão às soluções ou aos problemas amanhã”, sinaliza a autora. Vale lembrar que esse livro de conteúdo muito interessante está na Leb. Aplausos!

 TOMADAS DE DECISÕES também na segurança pública. Esta semana, fiz contato com o setor de investigação da Polícia Civil. Na DP da Bento Gonçalves, os investigadores Moacir Cabrera e Luiz Henrique da Luz são muito atenciosos; a conversa entre nós espichou-se além do pretendido. Eles expuseram para mim a situação de penúria que o setor enfrenta hoje em Bagé; muita demanda de serviço, poucos agentes, a maioria aposentou-se e o Estado não abriu concurso e nem efetivou contratações. Ambos reconhecem que o consumo de drogas, a qualquer hora do dia e da noite - centro e periferia – é o gerador da violência, dos furtos e assaltos. Ah, estes agentes públicos, de comprovada experiência, contaram-me também que deveria haver mais políticas públicas de repressão a essas práticas. Eles torcem, por exemplo, pelo retorno, o quanto antes, daquele sistema de vídeomonitoramento que faz a leitura em tempo real de diversas câmeras instaladas no centro da cidade;  ferramenta importante e necessária para o melhor desempenho do trabalho da polícia. Pelo que entendi, hoje, eles contam apenas com as câmeras instaladas nas agências bancárias. Olha, o ambiente de uma delegacia de polícia é pesado, tenso, porém o fato da gente ser bem-recebido, na base da cordialidade, ameniza a situação estressante. Por isso, Moacir e Luiz Henrique merecem muitos aplausos!           

QUINTA-FEIRA (17), à tarde, recebi mensagem de Daniel Fernando Rodrigues Ferreira com elogios acertados ao projeto de plantio de árvores frutíferas que a prefeitura realizou na avenida Líbio Vinhas próximo ao endereço dele. Porém, em seguida, ele lamentou que a população pouco ou em nada colabore com isso e, pior ainda, alguns roubam as mudas plantadas pela prefeitura. Segundo Daniel: “o povo viaja às cidades da serra e volta elogiando o que vê lá; criticando não enxergar o mesmo cenário aqui, mas parte desse povo pratica atos de puro vandalismo igual ao que mencionei.” Senhor Daniel está coberto de razão e ponto final.  Imaginem a avenida Santa Tecla bordada de ponta a ponta com laranjeira, bergamoteira, limoeiro, butiazeiro, pitangueira e por aí segue, uau! 

NA Feira do Livro de Porto Alegre, o deputado Jerônimo Goergen vai autografar o livro: “Liberdade Econômica: o Brasil Livre para Crescer”, onde diversos advogados analisam essa lei aprovada  em setembro. Uma coisa é certa, muitos irão buscar um autógrafo do deputado, mas poucos vão ter paciência de ler a obra, é claro.      

 TERÇA-FEIRA (22), o empresário Márcio Monteiro vai abrir as portas do salão anexo ao restaurante Moranguinho; as comemorações de formaturas e outras festas terão mais este local onde se realizarem.  A mesa de doces da Jaqueline sempre garante a satisfação dos clientes do Moranguinho. Aplausos!

DESTE mesmo segmento, Eduardo Sonsa contabiliza o sucesso dos almoços de domingos no restaurante e churrascaria Mário, forma-se fila de espera. Ora, o Mário é um dos gentis “apoiadores” do programa Aplausos Difusora e Antena 1, meus queridos!

 ALTERAÇÃO na grade de atrações da rádio Difusora, agora, é o radialista Marcos Des Essarts quem comanda o tradicional “Show da Tarde”, das 13h30min às 17h30min; exceto terças e quintas-feiras, pois a jornalista Giuliana Bruni entra na programação às 15h30min. Ele é profissional com muita tarimba, está neste segmento desde 1984, iniciou na Rádio Clube de Bagé, a convite do não menos experiente Claudino Nunes, hoje em Paranaguá.           

VOLTANDO ao Des Essarts, ele liderou programa de sucesso na rádio Alvorada FM (1984/85), em Santana do Livramento. Também trabalhou na RBS e fez assessoria pública (mestre de cerimônias na Prefeitura de Bagé). Além disso ou antes disso tudo, no início da carreira, Marcos foi auxiliar de datilografia no cartório de Marisa de Bem; muitos advogados devem se recordar dele dedilhando a Olivette; dr. Eric Silva também trabalhava lá. Aplausos! 

 

Deixe sua opinião