No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

A partir da próxima semana centros de saúde do município começam horário estendido
Publicado em 09/11/2019

Geral

Foto: Mariana Muza

Prefeito ressaltou que bom funcionamento na área da Saúde resulta em desenvolvimento para a cidade

Três centros de Saúde do município terão os horários de atendimento ampliados a partir da próxima semana. A iniciativa, que faz parte do programa Saúde na Hora do governo federal, terá as Unidades Básicas de Saúde (UBS) funcionando de segunda a sexta-feira, das 7h30min às 19h30min, sem fechar ao meio-dia. Em uma coletiva de imprensa realizada, ontem, na prefeitura, o secretário de Saúde e Atenção à Pessoa com Deficiência, Mário Mena Kalil, anunciou que as atividades começam pelas unidades do Centro Social Urbano, Floresta e Arvorezinha. Posteriormente, o bairro Castro Alves também receberá a terceira equipe de Estratégia Saúde da Família (ESF), totalizando as quatro unidades de Bagé que foram credenciadas pelo programa lançado pelo Ministério da Saúde, em maio. “O primeiro a ser contemplado é o da Arvorezinha, onde após uma reunião com os moradores na segunda-feira já deve ser ampliado ”, enfatizou. 

Conforme Kalil, agora, os locais vão funcionar de 60 a 75 horas semanais; no primeiro momento, o atendimento será até as 19h30min, horário obrigatório do programa. Contudo, futuramente a pedido da população, o objetivo é estender esse horário até as 21h. “Temos o objetivo de desafogar o Pronto-Socorro e as Unidades de Pronto-Atendimento”, declarou.

O prefeito Manoel Machado ressaltou que o bom funcionamento na área da Saúde resulta em desenvolvimento para a cidade, impactando diretamente na qualidade de vida das pessoas. “Temos muito orgulho dessa equipe, sob a direção do secretário Mário Mena, porque tem feito um trabalho diferenciado que tem sido modelo para o nosso Estado, inclusive no Brasil. Bagé não perde programas e recursos importantes, principalmente do governo federal. O município tem sido pioneiro e por isso tantas melhorias”, disse.

Além disso, para o município fazer parte do programa, foram necessárias algumas adequações, como, por exemplo, ampliar o acesso da população aos serviços de atenção primária, como consultas médicas e odontológicas, aplicação de vacinas e pré-natal e também manter o prontuário eletrônico implantado e atualizado.

O secretário frisou que a partir do próximo ano pela adesão ao Programa Saúde na Hora, Bagé começará a receber R$ 11 milhões para o custeio das três equipes de Saúde da Família. “Antes recebíamos R$ 8 milhões, ou seja, agora aumentaram R$ 3 milhões para a saúde”, asseverou.

Lançado pelo Ministério da Saúde, em maio deste ano, o programa já conta com adesão de 974 Unidades de Saúde da Família (USF), que se comprometeram a ampliar o horário de atendimento à população de 152 municípios em 23 estados e Distrito Federal.

 

Deixe sua opinião