No Ar
Folha do Sul
Web Rádio

Wyrmwood: Road of the Dead- Austrália - (2014)
Publicado em 13/11/2015

Ricardo Beleza

E-mail:
Cidade: Bagé / RS
Jornalista e crítico de cinema
Ricardo Beleza

Foto: Alicia Ibañes/Especial FS

Terror e ação, com pitadas de humor, misturam nesse filme dirigido por Kiah Roache -Turner.
Barry (Jay Gallagher) vive feliz com a sua família quando começa a rolar um apocalipse zumbi. Enquanto isso, sua irmã, Brooke (Bianca Bradey), após assistir a duas de suas amigas se transformarem em mortas vivas canibais, é sequestrada por policiais militares e levada para um laboratório cheio de zumbis presos. Lá, ela se torna uma cobaia viva para os experimentos de um médico psicopata.
O filme é bárbaro, apesar do orçamento modesto e da falta de atores consagrados ou experientes. A tentativa de juntar “Mad Max 2” (1981) com “A Noite dos Mortos Vivos” (1968) é muito bem sucedida. Os efeitos especiais baratos e a maquiagem, por vezes tosca, por vezes ultralegal, ajudam a dar um tom oitentista para "Wyrmwood".
O roteiro só peca em não ter um final adequado, porque, de resto, é muito inventivo e nada monótono. Ainda bem que existem cineastas como esse australiano de 36 anos, nascido na cidade de Sydney. Kiah Roache-Turner teve a cara e a coragem de se arriscar numa produção independente que traz o gênero “terrir” (terror com comédia) de volta. E se deu bem.
Para quem é fã de horror trash, “Wyrmwood” é um prato cheio. Dedico a coluna de hoje ao amigo Cristiano Cachapuz e Lima, que aniversariou esta semana e me indicou, ainda na década de oitenta, muitos filmes clássicos do horror cult e de outros gêneros também. Lembro, como se fosse hoje, ele dizendo: “Cara, tu tens que assistir ao filme The Evil Dead (1981), do Sam Raimi. Tem uma cena de travelling (câmera montada em um carrinho) em que um demônio, numa rapidez incrível e com um som estridente, se apodera de um cara...”
Um abraço a todos e um ótimo fim de semana.

Deixe sua opinião